The Last Shadow Puppets

The Last Shadow Puppets | “Everything You’ve Come to Expect”

Oito anos de espera que não desiludiram

Os The Last Shadow Puppets apareceram em 2008 com o álbum “The Age of the Understatement”, muito bem recebido pela crítica internacional na altura. A banda de Alex Turner (Arctic Monkeys) e Miles Kane (The Rascals), artistas que dispensam mais apresentações, chegaram inclusivamente a ganhar vários prémios com esse LP.

Oito anos mais tarde surge “Everything You’ve Come to Expect”, o novo LP dos TLSP, um álbum efectivamente muito aguardado pelos melómanos que acompanham o crescimento, não só desta banda, como dos demais projectos de Turner e Kane. O primeiro single «Bad Habbits» requereu habituação, mas depois foi sempre a aumentar o volume do som!

Quem não conhece a banda não necessita de visitar o primeiro trabalho para que se deixe levar pelo som do segundo; no entanto essa viagem ao passado dará a conhecer uma evolução e amadurecimento do som agora apresentado. Sempre acompanhados de uma orquestra, conferindo-lhes um som mais completo e sofisticado, qualquer música dos “The Last Shadow Puppets” seria digna de acompanhar um qualquer filme de James Bond, mesmo os mais antigos. E é esse o elemento diferenciador desta banda, o seu rock é ‘beatlelesco’ mas ao mesmo tempo actual, as letras são elaboradas e raramente se repetem estrofes, tornando aquilo que nos chega aos ouvido algo denso e elaborado.

Nota-se, no entanto, que a banda vive agora outra realidade, talvez influenciados pelas geografias por onde agora habitam (Los Angeles – Califórnia), o som está um pouco mais soft, mas isso não é necessariamente mau – Sheffield corre-lhes no sangue e isso está lá! Prova disso é o mais recente single «Aviator» que é uma excelente ponte entre o antigo e o novo.

Doze músicas que falam de tudo, mas sobretudo sobre o estilo de vida californiano destas rock-stars; doze músicas diferentes da dúzia que compunha o primeiro álbum, é certo, mas soam bem e são músicas que facilmente se tornam bandas sonoras de uma vida menos norte-americana.

Oito anos de espera que não desiludiram, mas também não responderam bem ao que se esperava. Porque as coisas mudaram um pouco, houve uma evolução, mas isso é muito bom e vale mesmo muito a pena ouvir, revisitar sempre que necessário e esperar ansiosamente que um dia visitem Portugal. Este dois em palco são electrizantes e os concertos não devem ser menos do que isso.

Até lá fica o “Everything You’ve Come to Expect”, que é um excelente acrescento musical a 2016.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This