https://www.ruadebaixo.com/wp-content/uploads/2016/06/rdb_loaftingheroes.jpg

The Loafing Heroes – Mixtape

Mixtape exclusiva

“Escolhemos alguns clássicos do pop/rock/folk alternativo, assim como algumas canções mais contemporâneas que foram importantes para nós e para a criação do nosso som.

Vamos ver algumas de perto:

Começamos por uma peça instrumental do álbum Another Green World, que é um exemplo para nós em termos de qualidade cinematográfica que tentamos pôr na nossa música. Quem ouve esta canção é transportado para paisagens e oceanos imaginários.
A cançao dos Can – Oh Yeah é uma revolução para nós: é incrível pensar que esta banda criou esta música em 1971, trinta anos antes dos álbuns mais experimentais de Radiohead. Esta canção representa a liberdade que a música pode trazer. É uma grande viagem: estranha, escura, cosmopolita, com guitarra e percussão brutal, e tudo está produzido de maneira genial.
Continuamos com os Blonde Redhead, uma das bandas melhores dos anos ’90.  In particular” consegue ter um ritmo interessante e “catchy”, mesmo se a sua melodia tem algo quase inquietante e as letras falam de um amor perdido. Achamos o contraste engraçado e um bocado parecido com o que acontece em algumas das canções dos The Loafing Heroes.
O David Bowie é sempre uma grande inspiração para a nossa banda, com certeza é um dos nossos músicos favoritos. E aqui fica um tema ao qual estamos muito ligados (sobretudo a Dj CatNoir:) e que achamos perfeito em termos de ritmo, melodia e letras: “Modern Love”.

“Bats in Attic”
 é uma das canções mais bonitas do grupo escocês King Creosote com Jon Hopkins: tem um som delicado e uma melodia que escava até o fundo da alma, as letras melancólicas fazem lembrar as dos The Loafing Heroes, assim como as harmonias das duas vozes e o uso do piano.

A Irlanda não podia faltar na nossa descrição: o
uvimos sempre “The Sailor’s Bonnet” dos The Gloaming durante uma digressão na Irlanda no fim de 2014. Tem raízes na música irlandesa tradicional que se toca nos pubs e o violino tem um papel fundamental. Uma noite, enquanto estávamos no oeste da Irlanda, chegámos a um pub antigo para dar um concerto e ouvimos esta canção tocada por dois velhotes numa esquina, enquanto uma tempestade estava a se preparar. O espírito e a força desta canção, juntos com a maior tempestade de sempre, nos inspiraram para tocar o nosso melhor concerto da digressão: foi uma noite mágica.”

 

Sobre os The Loafting Heroes

The Loafing Heroes são uma banda com “casa” em Lisboa mas em constante evolução: um encontro internacional de ideias musicais de vários países liderado pelo vocalista e guitarrista Bartholomew Ryan (Irlanda), com Giulia Gallina (Itália) na voz e concertina, João Tordo (Portugal) no contrabaixo, Judith Retzlik (Alemanha) no violino, xilofone e trompete, Jaime McGill (Estados Unidos) no clarinete baixo, e João Abreu (Portugal) na percussão.

O novo disco, uma pérola intitulada The Baron in the Trees, será editado dia 6 de Maio, depois de dois anos a trabalhar num conjunto de doze canções.

Os álbuns anteriores (Crossing the Threshold, Planets, Chula e Unterwegs) são um produto dos anos em Lisboa e Berlim. Os The Loafing Heroes têm um público muito fiel na Irlanda e em Portugal que segue os seus concertos, canções e poesia povoada de viagens com revolucionários, vagabundos e almas perdidas, tecida habilmente entre factos e ficções.

Discografia:

The Baron in the Trees (2016)
Crossing the Threshold (2014)
Planets (2011)
Chula (2010)
Unterwegs (2009)

 

www.theloafingheroes.com

https://www.facebook.com/TheLoafingHeroes/

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This