“The Untold Tales of Dog Mendonca & Pizzaboy” | Filipe Melo

“The Untold Tales of Dog Mendonca and Pizzaboy” | Filipe Melo, Juan Cavia e Santiago Villa

Dog Mendonca & Pizzaboy conquistam os States

Depois de Filipe Melo, Juan Cavia e Santiago Villa terem conquistado Portugal com as suas “incríveis (volume 1) e extraordinárias (volume 2) aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy”, chegou a vez de atravessarem o Atlântico, até os Estados Unidos da América, em busca de novos duelos.

O desafio surge após John Landis (“Um Lobisomem Americano em Londres”) – autor do prefácio do primeiro volume – ter mostrado o livro a Mike Richardson, editor da “Dark Horse Comics”. Richardson mostrou interesse em editar a obra em Inglês e, a fim de introduzir primeiro as personagens no mercado norte-americano, convidou Filipe Melo e companhia a criarem três histórias curtas para publicar na antologia “Dark Horse Presents”. Melo aproveitou assim esta oportunidade para narrar a origem de Dog Mendonça em três actos. Devido a uma futura desistência por parte de outros autores, a equipa seria ainda convidada a escrever mais uma curta, em adição às restantes combinadas.

O sucesso da história comprovou-se quando Richardson decidiu compilar todos os arcos e lançar este “The Untold Tales of Dog Mendonca & Pizzaboy”. O público norte-americano começava a ouvir falar cada vez mais do estranho lobisomem oriundo de Lisboa e, o caminho para a edição de “As incríveis aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy”, ficava cada vez mais firme e bem encaminhado. Entretanto, este primeiro volume já se encontra editado, tendo recebido também uma série de críticas positivas.

Se por um lado, e para quem não conhece estas aventuras, “The Untold Tales of Dog Mendonca & Pizzaboy” prova ser uma boa introdução a este universo, a verdade é que é um produto igualmente apelativo para aqueles que já se encontram familiarizados com esta pandilha. Quem, de todos os que leram e gostaram destas aventuras, não quer conhecer a origem deste já mítico herói nacional (ainda acreditamos em Nicolau Breyner a interpretá-lo um dia)?

A história começa com o nascimento de João Vicente Mendonça, o sétimo filho de uma família com seis meninas. O sétimo filho tem uma carga muito forte em algumas lendas populares estando, em muitas, associado à licantropia (a escolhida). Aprendendo a controlar os seus impulsos e poderes de lobisomem, João ‘Dog’ Mendonça ajudaria o seu pai criando um circo à sua volta, mas tudo mudaria quando os nazis o descobrissem, revelando-nos que os problemas entre Dog e o nazismo surgiram muito antes do embate no primeiro volume.

Tudo que fez de Dog Mendonça um sucesso está aqui, desde as fantásticas aventuras até ao seu descomprometido sentido de humor. Tudo pautado pelas fortes influências cinematográficas do autor – fosse isto um filme e poderia figurar ao lado de um “Jack Burton nas garras do Mandarim”. O traço de Cavia e as cores de Santiago mantêm-se no mesmo estilo e com a qualidade que lhes são distintas. O único ponto negativo a apontar poderia ser o facto de haver várias quebras na narrativa, algo que fazia sentido quando as histórias eram lançadas separadamente nas várias compilações da “Dark Horse”, mas que, quando compiladas, perdem esse propósito. Porém, uma vez que as quebras são de cariz humorístico, onde o autor aproveita para brincar com este convite da Dark Horse e com o – cada vez mais exaustivo – product placement, não só fazem sentido ao longo da história como funcionam muito bem.

Quanto ao quarto arco aparece um pouco deslocado, uma vez que, como já foi referido, foi algo que surgiu em adição após a origem já ter sido planeada. Desta forma, Melo aproveitou para brincar com um hipotético encontro entre as personagens e leitores de BD, tendo ainda tempo de fazer uma curtíssima e divertida visita ao famoso monstro de Loch Ness.

É de salientar que “The Untold Tales of Dog Mendonca & Pizzaboy” está apenas editado pela Dark Horse, não tendo até ao momento uma edição portuguesa.

Em breve, a RDB publicará uma entrevista com Filipe Melo a propósito desta edição



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This