Tindersticks

A carismática banda britânica regressa a Portugal para o único concerto agendado para o ano de 2004 em todo o mundo.

Foram precisos dez anos para que os Tindersticks lançassem um álbum que, quase, alcança-se o furor gerado pelo primeiro registo de originais. Foi em 2003 que a banda de Stuart Staples reentrou com toda a força no mercado,  nos nossos ouvidos, nas nossas mentes… “Waiting For The Moon”,é, sim senhor, uma grande obra.

Uma “história” com pés e cabeça do princípio ao fim e consegue aprofundar ainda mais o estilo a que nos habituaram. Extravagante mas com uma simplicidade extrema, pesado de tanta emoção junta, “Waiting For The Moon” é uma viagem deveras agradável. Se os mais cépticos ainda se perguntam o porquê da existência de bandas como esta, aqui fica a razão pela qual os Tindersticks ainda perduram passados tantos anos, sobrevivendo a tanta mudança e tanta perturbação para um estilo musical que tantas vezes é passado despercebido.

Para quem não sabe, os Tindersticks são uma banda britânica. O álbum homónimo, e o primeiro a sair para rua, remonta ao ano de 1993. Na altura, os Tindersticks foram rápida e calorosamente bem recebidos, tanto pela crítica como pelo público em geral. Era sabido que os Tindersticks iriam-se tornar uma banda de culto, a voz de Staples era agora uma fonte de inspiração e a música dos Tindersticks iria agora ser cautelosamente seguida e apreciada.

Foram aclamados heróis ao salvarem uma orientação musical que se julgava perdida. A banda formada por Stuart Staples, Dickon Hinchliffe, Neil Fraser, David Boulter, Alasdair Macaulay e Mark Colwill tinha agora um estatuto a defender, uma base de fãs para surpreender, jovens mentes para inspirar, um estilo musical para salvar. Mas…

Surpreendentemente as coisas não tomaram o melhor rumo, ou pelo menos, aquele que todos esperaríamos e, sem se saber muito bem como, os britânicos foram seguindo aos altos e baixos sem nunca estabilizar. Ameaças de ruptura, possíveis mudanças de editora, a saturada e desmotivante cena musical que os circundava, foram possíveis causas para a decrescente falta de adesão do público à banda. Se a banda perdeu qualidade? Nem pensar! É um pau de dois bicos. Se alguns pensam que a banda foi perdendo o interesse e a frescura de outrora, há quem diga que foi um percurso cuidadosamente escolhido para fugir ao mainstream e manterem-se fiéis a si próprios e a quem os ouve. Mas isso são águas passadas.

Os Tindersticks vivem e desfrutam do presente. Se até agora as opiniões divergiam quanto ao caminho tomado e quanto às suas intenções, “Waiting For The Moon” prova que os Tindersticks estão vivos e bem vivos, “prontos para mais uma”. Dez anos passados, a saga continua com este novo registo, o enredo adensa-se, a música não acaba…

Os Tindersticks vão estar inseridos no festival Galp Lounge Tour para um concerto dia 17 de Abril no Coliseu dos Recreios em Lisboa. Se nunca viram a banda ao vivo não percam a oportunidade. No mínimo é uma experiência bastante agradável… no mínimo!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This