tINI

tINI

A rainha da Desolat de Loco Dice esteve no Porto no passado dia 21 para actuar no Gare e a Rua de Baixo aproveitou a oportunidade para falar com uma das mais requisitadas DJs do momento

tINI pode ter um nome pequeno mas tem vindo a afirmar-se como uma das DJs de topo do panorama do techno Europeu. Após juntar-se à família Desolat em 2008 não tem parado de crescer, tanto na produção como na actuação. O tema «That’s Right», editado na compilação “Desolat X Sampler” em 2009, antecipava uma sonoridade mais mecânica, verdadeiramente germânica, mas tINI consegue superar essas expectativas e surpreender com o lançamento do seu primeiro álbum, “Tess”, em 2011.

“Tess” é uma viagem por ritmos complexos mas é também uma surpresa sensual e melódica pontuada com samples cinemáticos que deixam espaço para uma abordagem diferente ao Tech House que é habitualmente tocado pelos clubes europeus.

tINI diz-nos que não planeava ser DJ mas aos 16 aprende a usar os gira-discos dos irmãos e começa a misturar Hip-Hop. Em 2003 faz o seu primeiro gig em Munique já com a certeza de que é a música electrónica a sua eleição.

Nunca prepara um set: “sou uma pessoa impulsiva e deixo o coração tomar as decisões. A minha inspiração ou influência vem da atmosfera de um clube ou das pessoas”. Nunca toca um set igual, todas as noites “são especiais e cada momento tem a sua música”. Por isso mesmo prefere sets mais longos e dinâmicos, bem ao nosso gosto.

Por ser mulher, talvez tenha tido alguma dificuldade em vingar num mundo predominantemente masculino, mas tINI não sofreu os martírios que muitas DJs femininas passam em Portugal e até deixa uns conselhos: “[ser mulher] não deveria fazer diferença para as pessoas. Existem muitos talentos femininos por aí, elas não devem ser tímidas, apenas acreditar no seu trabalho e ser fortes.” tINI recebeu sempre muito apoio e o facto de ser mulher nunca afectou a sua carreira ou possibilidades, prova disso é ser um dos nomes mais fortes da família Desolat.

Questionámos tINI sobre o mais recente episódio em que DJ Shadow foi corrido da cabine por não estar a tocar música comercial e tINI revelou que houve uma vez em que algo do género lhe aconteceu: “No início eu tive um gig num hotel/clube muito estranho na Alemanha do leste, arranjado por um amigo não muito próximo. Eles pediram-me para parar porque não estava a passar música comercial e não respondia aos pedidos de músicas.”

Agora que o ano está a acabar, tINI vai continuar em força em 2013. Tem uma nova festa semanal intitulada “tINI & the Gang”, em Ibiza, onde tem actuado com bastante regularidade. Adiantou também que vai estar presente em festivais como o BPM no México. E, perguntamos nós, um novo disco? “Se calhar! Tudo é possível em 2013! Sou uma pessoa muito motivada e estou pronta para trazer mais tINI vibes para toda a gente.”



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This