rdb_ZigurFest_header

TRC ZigurFest: A nova música portuguesa em Lamego

A segunda edição do TRC ZigurFest chega a Lamego no último dia de Agosto e no primeiro de Setembro e traz consigo Black Bombaim, Gala Drop, Sensible Soccers ou La la la Ressonance

É com produção e organização do Teatro Ribeiro Conceição e sobre direcção artística da Zigur Artists que chegam ao Alto Douro as baladas noise, os riffs psicadélicos e as percussões mais expansivas da nova música portuguesa.

O festival que acontece já no próximo fim-de-semana teve saldo positivo em 2011 e chega agora numa versão mais progressiva e crua em comparação com a sua primeira edição que trouxe a Lamego nomes como Dear Telephone, Peixe:Avião, John Is Gone ou os barcelenses Aspen (que repetem a dose no Palco Museu).

Este ano, o TRC ZigurFest decorre em dois espaços: durante a tarde no Museu da Cidade, e, à noite, no palco do belo Teatro Ribeiro Conceição. O primeiro funciona como uma espécie de warm-up onde estarão presentes não só projectos já afirmados, mas também, com uma vertente de montra para as novas bandas “da casa”, que vêem no festival uma oportunidade para saírem da garagem. À noite, é o palco do Teatro Ribeiro Conceição que abre portas para receber os concertos mais aguardados da edição deste ano. Por lá passarão, entre outros, os Black Bombaim que trazem o seu novíssimo e aclamado “Titans”, Gala Drop, os conimbricenses Sensible Soccers , La la la Ressonance, e a aposta exclusiva da organização no colectivo RA + JP, formado por Ricardo Remédio, que editou pela Lovers & Lollypops o álbum “Rancor” e que se junta ao artista plástico da netlabel lamecense, João Pedro Fonseca, para uma performance a dobrar.

Mas o festival não se encerra nestes dois palcos. A organização preparou uma programação paralela no “Todos à Rua”. Um mercado urbano dedicado à Olaria que durante 48 horas promete trazer mais algumas surpresas em after-hours.

O cartaz está fechado e esta segunda edição fará, com certeza, oscilar cabeças mais resistentes entre um headbanging mais melancólico e desconcertante, e, um outro, mais fervoroso e ritmado.

A entrada é gratuita para o Palco Museu e os concertos no Palco TRC têm um custo de 5€ (1 dia) / 7€ (2 dias). Em tempos de crise, não há desculpas!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This