Um Pin Por Dia

Um pin por dia

Maria Amaral, conhecida por Maçã, é o rosto por detrás da loja Um pin por dia. Quisemos conhecer quem é, o que a motiva, o que pensa e até onde é que a imaginação a poderá levar.

Encontrámos a Maria no Mercado do CCB, num dia de sol e com duas tábuas de engomar a servir de expositores para os seus trabalhos: entre pins e acessórios, ali estava ela de sorriso largo no rosto. «Não sou nem artesã nem feirante. Isto é um hobby para mim, desde 2008. E pensei: quem sabe um dia não vá viver apenas disto?». Maria é optimista e aprecia muito a liberdade que os seus projectos lhe dão: «posso fazer o que eu quiser. Olho e penso “se calhar isto fica giro assim”. Faço. E as pessoas gostam.»

A inspiração surge das pesquisas feitas na internet. E do mundo: «absorves tanta informação hoje em dia que é difícil identificar a fonte da inspiração. Por exemplo, há dias encontrei uma caixa de legos lá em casa e… tive umas quantas ideias para os pins e para os acessórios.», conta Maria. A par da loja “Um pin por dia”, Maria tem também a “Camila”, onde cria acessórios a partir dos materiais mais diversos. «Comecei por fazer umas coisas e vender à família. O incentivo familiar foi importante. Investi numa máquina de fazer pins e nunca mais parei de inventar.», diz-nos Maria. Profissionalmente  já desempenhou várias funções, tendo completado o curso de design de interiores e exteriores na ETIC. Com 23 anos encontra-se agora a trabalhar numa empresa de eventos.

Um Pin Por Dia - Trio Bicicleta

«Se queres começar um negócio, começa agora porque estás em crise. A crise é um excelente motivo para tal, porque se o negócio sobreviver à crise, sobrevive a tudo.» Maria cria pins e aceita encomendas para pins personalizados. O preço? Um euro. Muito acessível, para que seja possível colocar em prática o slogan «Um pin por dia, não sabe o bem que lhe fazia». Um dia, criou as peças Maria Madalenas que têm conquistado fãs no público que visita o Mercado do CCB e a Feira das Almas, em Lisboa. Mas a Maria está à distância de um e-mail, caso pretendam encomendar algum artigo ou personalizar algum pin: «A encomenda mais curiosa que recebi até agora foi um pin com um número de contribuinte.»

Um Pin por Dia - Augusto, Senhor Augusto!

O sorriso da Maria é contagiante. E a forma como nos fala de projectos futuros leva-nos a acreditar que tem que mudar o slogan para «Um sonho por dia não sabe o bem que lhe fazia».

 



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This