destaque-1467800455-compressed

Um Verão Russo

O melhor cinema russo no Espaço Nimas

O cinema russo continua em destaque no Espaço Nimas. A partir de dia 14 de Julho, a sala de cinema apresenta o novo ciclo “Um Verão Russo”, que reúne alguns dos melhores filmes desta cinematografia única, desde os pioneiros até aos realizadores mais importantes da actualidade. Serão exibidas um total de 40 obras, e cada uma delas poderá ser vista uma única vez ao longo das três semanas de duração do ciclo.

De Aleksandr Sokurov será exibida a Tetralogia do Poder, com “Moloch” (sexta, 29 Julho, 14h15 e 19h15), “Taurus” (segunda, 25 Julho, 14h15 e 19h15), “O Sol” (segunda, 1 Agosto, 14h15 e 19h15) e “Fausto” (domingo, 31 Julho, 14h15 e 19h15), e ainda “Mãe e Filho” (sexta, 29 Julho, 14h15 e 19h15), “Pai e Fiho” (terça, 2 Agosto, 14h15 e 19h15) e “Alexandra” (segunda, 1 Agosto, 16h45 e 21h45).

Um dos realizadores russos mais importantes da actualidade, Andrey Zvyginestev, está representado neste ciclo com “O Regresso” (domingo, 31 Julho, 16h45 e 21h45), “Elena” (terça, 2 Agosto, 16h45 e 21h45) e “Leviatã” (quarta, 3 Agosto, 14h15, 16h45, 19h15 e 21h45).

Às salas de cinema volta também a obra completa de Andrei Tarkovsky, uma nova oportunidade para ver no grande ecrã “Andrei Rublev” (domingo, 17 Julho, 13h00 e 21h00), “Solaris” (sexta, 22 Julho, 14h15 e 21h30), “Nostalgia” (sábado, 30 de Julho, 17h00 e 19h20), “O sacrifício” (terça, 26 Julho, 16h45 e 21h45), “O espelho” (Sábado, 23 Julho, 14h15 e 19h15),  “O rolo Compressor e o violino” e “A infância de Ivan” (segunda, 18 Julho, 14h15 e 19h15), e “Stalker” (sábado, 30 Julho, 14h00 e 21h45).

De Andrei Konchalovsky será exibido as versões restauradas de “O tio Vânia” (quinta, 21 Julho, 16h45 e 21h45), “Siberíada” (domingo, 24 Julho, 13h00 e 21h00) e “Casa de loucos” (segunda, 25 Julho, 16h45 e 21h45). Do seu irmão, Nikita Mikhalkov, “Peça inacabada para piano mecânicos” (domingo, 24 Julho, 17h00 e 19h00), “Olhos negros” (quarta, 27 Julho, 14h15 e 19h15)e “Sol enganador” (quinta, 28 Julho, 16h45 e 21h45).

Serguei Eisenstein é outro realizador em destaque neste Verão Russo com a exibição de “O couraçado Potemkine” (quinta, 14 Julho, 14h15 e 19h15), “Alexandre Nevsky” (terça, 19 Julho, 16h45 e 21h45), “Outubro” (Quinta, 14 Julho, 16h45 e 21h45) e as duas partes de “Ivan , o terrível” (sábado, 16 Julho, 14h00, 17h45 e 21h30).

As obras de Larisa Shepitko integram também este ciclo com “Asas” (domingo, 17 Julho, 17h00 e 19h00) e “Tu e eu” (sexta, 22 Julho, 17h30 e 19h30). De Elem Klimov, “Adeus a Matiora” (terça, 26 Julho, 14h15 e 19h15) também poderá ser visto no ecrã do Espaço Nimas.

Um das novidades deste ciclo é a exibição das duas obras emblemáticas de Vitali Kanevsky, “Não te mexas, morre e ressuscita” (quarta, 27 Julho, 16h45 e 21h45) e “Uma vida independente” (quinta, 28 Julho, 14h15 e 19h15).

Assinadas pelos pioneiros do cinema russo, as obras dos anos 1920, não ficam de fora. Será possível ver “O homem da câmara de filmar” (sexta, 15 de Julho,  16h45 e 21h45), de Dziga Vertov, “Arsenal” (terça, 19 Julho, 14h15 e 19h15), de Aleksandr Dovzhenko e “A casa na praça Trúbnaia” (sexta, 15 Julho,  14h15 e 19h15), de Boris Barnet.

“Nove dias de um ano” (segunda, 18 Julho, 16h45 e 21h45), de Mikhail Romm e “Chuva de Julho” (quinta, 21 Julho, 14h15 e 19h15), de Marlen Khutsiev serão também exibidos. O épico “Guerra e Paz” (quarta, 20 Julho, parte 1 e 2 – 15h00, parte 3 e 4 – 21h00) , de Serguei Bondarchuk também não fica de fora deste Verão Russo.

A partir de 14 de Julho e até 3 de Agosto, serão três semanas de celebração do cinema Russo no Espaço Nimas.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This