WESC

A junção perfeita entre funcionalidade e estilo.

A WE International nasceu a partir de uma paixão: o snowboard. A partir daí, tudo surgiu naturalmente. Depois de Ingemar Backman, o mentor/dono da marca, ter definido o snowboard como o centro da sua vida e da sua forma de vivê-la, começa a construir as suas próprias pranchas e a comercializá-las. O amadurecimento da sua marca e a troca de ideias com várias pessoas do meio levaram-no a lançar mais tarde uma colecção de roupa definida pelo mesmo como “funcional”.

O conceito foi então concretizado de uma forma bastante original. Depois de criada uma linha que alia a qualidade ao design, os criadores da WE concluíram que o “estilo” do snowboard não tinha necessariamente de ser diferente do chamado streetwear. Criaram assim o que se pode chamar de dois-em-um; roupa de qualidade e funcional para o desporto com o à-vontade e casualidade tão característicos da roupa urbana.

A marca funciona como um colectivo de snowboarders e skateboarder profissionais que, por acaso, também desenham roupa. Em vez de fazer como a maioria das marcas destes desportos e criar os chamados “team riders”, atletas patrocinados exclusivamente pela marca, a WE decidiu criar os We Activists, com o intuito de criar uma maior coesão e sentido de pertença ao grupo. Entre os chamados WE Activists, encontramos nomes como o do actor e skater Jason Lee, os skaters Ali Boulala e Chris Pastras, o snowboarder Ingemar Backman, o DJ Stretch Armstrong, os músicos Outlandish e Timbuktu e Chad Robertson, entre outros.

Aqueles que decidem usar esta marca no seu dia-a-dia, fazem-no porque se identificam com uma forma de estar na vida muito específica, tirando vantagem do seu aspecto e da sua inovação dentro do estilo.

Em Portugal, a WE International já começa a ser vista em locais específicos e não deve tardar a impor-se devido à sua originalidade, aliada à crescente necessidade que existe actualmente de se fugir a estilos específicos, preferindo-se em vez disso roupa prática e marcadamente urbana. Tentando entrar no mercado nacional, a marca decidiu aliar-se ao colectivo de Design Passvite, com o qual organizou uma festa recentemente no espaço Maus Hábitos, no Porto. O método de divulgação adivinha-se igual ao do resto do mundo, com parcerias estratégicas que dão a conhecer a marca e, só então, a implementação nas lojas portuguesas da WE International.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This