Zé dos Bois

Em mais um mês cheio de actividade, conheçam aqui dois destaques da programação deste espaço para o inicio do mês de Maio.

Já a 7 de Maio, a nossa conhecida Galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, apresenta-nos “Space Modern Jazz Sessions” com Vertigo, inserido no programa Propostas para quem dança.

Vertigo é um conjunto compost por Marcel Barta no saxofone e soprano, Daniel Soltis no clarinete , baixo e bateria, Rastislav Uhrik no baixo acústico, Oskar Török no trompete e Vojtech Prochazka no piano.

Esta é uma nova e energética banda, inspirada na música de Alexander Scriabin, Claude Debussy, Thelonious Monk, Charles Mingus, Miles Davis, Ornette Coleman, ECM, bem como de Bjork, Bill Frisell, John Zorn e Radiohead. O quinteto começou nos finais de 2002 como um projecto de músicos que tinham a ideia de tocar a sua própria música do seu modo. O resultado é uma mistura atmosférica de free jazz, drum&bass e ECM- estilo modern jazz, com respeito pela vasta história da música.

No domingo, 9 de Maio é a vez das Electronic Retrocabaret Sessions com Niobe.

Yvonne Cornelius aka NIOBE, chega-nos de Colónia onde, ao longo da última década, desenvolveu de uma forma muito peculiar e pessoal a sua relação com a produção musical. O estilo inconfundível como usa a voz faz dela uma das protagonistas mais entusiastas do tão aclamado future pop, sugerindo um sentido retrocabaret de forma elegante e subtil pouco comum.

É electrónica híbrida, doce, com jogos de desequilíbrio e imprevisibilidade entre a música e a mulher. Os seus discos editados em duas das mais contagiantes editoras do
momento, TOMLAB e SONIG, confluem em forças contraditórias criando um
conceito onde a  manipulação digital e a sobriedade da sua voz redesenham novas fronteiras para a canção contemporânea. Para quem acha que o mundo da electrónica é um reduto masculino equivocou-se. Estas melodias são para todos e chegaram para maravilhar os nossos ouvidos.

O público que assistiu aos seus concertos em Berlim (Transmediale), Paris (Batofar) e Barcelona (Sonar) rendeu-se a um dos espectáculos de maior sensualidade e glamour. Com “Tse Tse”, o seu segundo álbum editado em 2003 pela Sonig (Mouse on Mars) foi nomeada uma das artistas revelação desse ano pela prestigiada revista Wire.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This