Zieben

Mais um projecto nacional que tenta encontrar um cantinho para divulgar aquilo em que acreditam. É para isso que cá estamos.

Oriundos de Sintra e com muita vontade de fazer música, os Zieben, com uma formação clássica de banda (baixo, guitarra, voz e bateria), apresentam neste ano de 2004 um novo EP denominado “Art Kit”, que tivemos possibilidade de ouvir e que, embora não sendo o último grito em originalidade, surpreendeu pela positiva e fez abanar alguns neurónios que estavam algo adormecidos.

Este projecto começou no início de 1998, com a intenção de passar o tempo livre a tocar com amigos. A verdade é que com a composição de alguns temas, a coisa evoluiu e surgiu o formato “banda” em 2000, composta então por 5 elementos. Devido a dificuldades logísticas quanto à sala de ensaios (basicamente não tinham), a banda teve um período de pausa tendo recomeçado as actividades em 2002 depois de algumas alterações no line-up da banda. Com a banda composta e com local para ensaiar, apresentaram-se publicamente em Fevereiro de 2003 e a partir daí os concertos e participações em festivais de novos talentos foram surgindo de uma forma natural.

Quanto a registos, os “Zieben” gravaram uma primeira maqueta em Março de 2003, com o nome de “Beatz”, que agradou bastante a banda e alguma crítica, ajudando para a divulgação do trabalho e para a marcação de concertos que vão acontecendo um pouco por todo o País. Este ano, surgiu em Abril o primeiro EP, “Art Kit”, que embora a nível gráfico deixe muito a desejar, a nível musical (isso é que interessa) mostra uma excelente evolução e maturidade.

Com nítidas influências de bandas como os System of a Down, Primitive Reason e Incubus, os “Zieben” apresentam quatro temas cheios de muito bom vibe onde a linha de baixo e bateria são rainhas e onde a voz encaixa muito bem parecendo muitas vezes, gémea da de Brandon Boyd dos Incubus.

Pode não trazer nada de novo aos nossos ouvidos, mas a música desta banda de Sintra é orelhuda, festiva e muito bem conseguida através de um bom trabalho de produção e, obviamente, muita dedicação.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This