Prisioner X

Prisoner X

Vencedor do prémio da Crítica na 36ª edição do Fantasporto

O filme de Gaurav Seth traz até nós as preocupações comuns do mundo moderno. O terrorismo, a insegurança, o desconhecimento verdadeiro das culturas ideologicamente dependentes de fundamentalismos religiosos. O medo. Principalmente, o medo.

Após a captura dum homem invulgarmente resistente aos violentos métodos de interrogatório, algo de estranho começa a surgir. O homem revela vários pormenores do futuro mostrando que, afinal, não pertence ao nosso mundo ou, pelo menos, não pertence ao nosso tempo.

Numa narrativa desafiante do ponto de vista da expectativa, temos a imposição duma noção vital: retirados os pormenores de ficção científica, aquele mundo, cheio de perigos, é o nosso.

Através da trama, é-nos possível confrontar a inteligência de vários agentes com a do misterioso prisioneiro que influencia, com as suas revelações, a próxima jogada dos seus captores, manipulando as suas mentes como se fossem peões dum xadrez que ele joga sozinho.

A fantasia, a inventividade e a forma claustrofóbica como damos por nós a procurar uma saída do bunker físico e psicológico em que se encontram prisioneiro e agentes faz deste filme uma viagem ao medo moderno.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This