rdb_novembrodeloucos_header

Novembro de Loucos

Uma despesa considerável, ou a satisfação de ver e ouvir boa música ao vivo?

No Verão quem quer assistir a concertos vai a festivais. Quando o Verão termina, com ele ficam os festivais e as recordações. Seguem-se uns momentos de pausa, de reflexão. “Então deixa lá pensar em tudo o que vi e o que não vi este Verão… Nada mau… Mesmo assim há uma série de bandas que não me importava de ver. Quem sabe se lá mais para o final de Setembro não passam por cá”. Pode não ser exactamente desta maneira, com estas palavras, mas pensamentos como o anterior passam pela cabeça de muito boa gente.

O final de Setembro marca a reentré no que a concertos diz respeito. Já é tradição e é daquelas que espero que se mantenha ou não faça aqui o cantinho à beira-mar plantado já parte das agendas de muitas bandas.

A ideia para estas linhas que estão a ler surgiu quando, há uns dias atrás, fazia contas à vida e tentava tomar decisões muito complicadas, daquelas que nos deixam por vezes com um aperto no peito. Estava a ver o calendário de concertos para o mês de Novembro. Deixem-me que vos diga: é criminoso! Isto não se faz… Tentei então traçar um roteiro daquilo que gostaria de ver, uns mais do que outros, é certo. As escolhas, como certamente compreenderão, são pessoais. Muitas mais bandas tocam nesta altura e longe de ser meu objectivo desrespeitá-las de qualquer forma ou a quem as aprecia e admira.

Respiro fundo antes de começar a passar para o papel a lista que paira pela minha cabeça…

Dia 5 de Novembro iria de muito bom agrado ao Coliseu dos Recreios ver o Rodrigo Leão. Um senhor da boa música que por cá se vai fazendo. 15€ (vão somando tudo se quiserem). No dia seguinte, depois de uma noite bem dormida, seguir-se-iam os We Have Band no sempre mui recomendável Musicbox. 10€. Dia 7 de Novembro todos os caminhos iriam dar à Aula Magna para ver Kevin Drew e os seus pares. Refiro-me aos Broken Social Scene (aquele “Forgiveness Rock Record” está tão bom…). A partir dos 23€. Não fosse dia 7 um Domingo e Segunda dia de trabalho, ficaria sentado no mesmo lugar (se fosse um bom lugar!) para ver os Black Rebel Motorcycle Club. Este a partir dos 26€. Estão a somar tudo?

Já com a respiração um pouco ofegante, no dia 9 mudar-me-ia de armas e bagagens para o Lux para ver os !!!. Este custa 25€ pessoal. Se pensavam que se iriam seguir uns dias para recuperar, podem desde já tirar o cavalinho da chuva. Dia 10 de Novembro há que marcar presença no Campo Pequeno para ver os Vampire Weekend com Jenny & Johnny a abrir. A Jenny é a Lewis, vocalista dos Rilo Kiley e que colaborou há uns tempos com as Watson Twins. 24€ a menos no bolso à custa deste! E porque para é morrer, dia 11 há The Drums no Lux. Estes rapazes de Brooklyn deixaram um bom cartão de visita no Alive! e agora regressam para mostrarem o que valem, desta vez em nome próprio. 22€. Por esta altura ainda não somei nada…

Os Interpol regressam a Portugal pouco mais de um mês depois de terem feito as primeiras partes de U2 em Coimbra. A acompanhá-los vêm os também norte-americanos Surfer Blood, que tiveram um álbum de estreia bastante interessante em 2010. Reservem 30€ para este. Um dos pratos fortes do mês de Novembro acontece dia 14 no Coliseu. Os The Walkmen vêm a Lisboa apresentar o seu “Lisbon”. Desde 25€.

Por esta altura já é possível que o cansaço seja algum mas os índices de felicidade também não deverão estar muito baixos.

Depois da passagem por Paredes de Coura em 2009, os The Pains of Being Pure at Heart voltam (finalmente!) para um concerto em nome próprio, desta vez no Lux. 22€. Até dói… Já a entrar na recta final, surge o nome forte da temporada (goste-se ou não é o nome forte): os Arcade Fire. Dia 18, a banda com base no Canadá, sobe ao palco do Pavilhão Atlântico e traz consigo os canadianos Fucked Up. Bilhetes disponíveis a partir do 29€. Nesta fase o rombo na carteira já é monstruoso, por isso já nem custa muito ir ao Musicbox, dia 19, ver os dinamarqueses Efterklang. 12€.

Fiz agora a soma. São 263€ mas não consigo deixar de sentir um sorriso a desenhar-se na minha cara…



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This