Belle & Sebastian @ Aula Magna (06.11.2019)

Foi, sem grande sombra de dúvida, um dos concertos que maior entretenimento ofereceu este ano por cá.

Após um primeiro acto ocupado pela indie pop sempre colorida do supergrupo Tape Junk, chegava finalmente a altura dos Belle & Sebastian voltarem a pisar um palco português. Foram largos anos sem colocarmos a vista em cima do colectivo escocês que, provavelmente devido a essa ausência, decidiu repartir o seu alinhamento por uma dúzia de álbuns do seu extenso catálogo, permitindo assim ao público ir matando as saudades das diferentes etapas da discografia.

O facto dos Belle & Sebastian terem espraiado as canções do concerto pela sua carreira permitiu que deglutíssemos as diferentes fases que a banda já assumiu, desde o indie folk acústico dos primórdios a temas mais requintados, dos quais «Your Cover’s Blown» será claramente o expoente máximo. Os escoceses confidenciaram não tocar tal canção recentemente, mas decidiram repescá-lo do arquivo para recompensar a sua ausência do território português. Não ficaram esquecidos canções icónicas como «Another Sunny Day» ou «Funny Little Frog», que foram das mais bradadas pela audiência, que nunca se coibiu de desafiar a banda a uma espécie de discos pedidos durante o desenrolar do serão.

Arrancando com temas fortíssimos, como «Nobody’s Empire» ou «I Want the World to Stop», Stuart Murdoch e compinchas alimentaram um ambiente festivo que desde cedo levou a que fãs acérrimos se levantassem das cadeiras da Aula Magna para dançar. Sentimento que foi claramente alastrando a toda a sala e que terminou com o grande arraial em palco ao longo de «The Boy With the Arab Strap», após a banda convidar várias dezenas de pessoas para os acompanhar nos festejos em palco.

Foi, sem grande sombra de dúvida, um dos concertos que maior entretenimento ofereceu este ano por cá. Uma grande festa, como aquelas que sucedem ao reencontrarmos um amigo de longa data ao fim de um tempão. E para isso muito contribui a postura da banda que, desde o primeiro acorde, mostrou ao que vinha e conseguiu através do seu riquíssimo catálogo mantes os espíritos e o interesse sempre num nível extremamente elevado.

Alinhamento
– Nobody’s Empire
– Sister Buddha
– I Want the World to Stop
– She’s Losing It
– Expectations
– Sweet Dew Lee
– Funny Little Frog
– Piazza, New York Catcher
– Little Lou, Ugly Jack, Prophet John
– I Can See Your Future
– Your Cover’s Blown
– Dog on Wheels
– Another Sunny Day
– The Boy With the Arab Strap
– Jonathan David
– The State I Am In

(encore)
– The Stars of Track and Field
– Sukie in the Graveyard



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This