XVII Caminhos do Cinema Português

De 14 a 23 de Novembro, o Festival Caminhos do Cinema Português vai transformar Coimbra na capital do cinema português. Durante dez dias, vão ser mais de 6 dezenas de filmes a concurso no Teatro Académico de Gil Vicente. Para além da secção competitiva, os espectadores podem ainda assistir a uma série de secções paralelas de forma totalmente gratuita.

Entre estas inclui-se a já habitual secção “Caminhos do Cinema Europeu”, este ano dedicado ao cinema turco. De 15 a 22 de Novembro, sempre às 22 horas, o cinema turco é mostrado na sala do Theatrix, espaço recém-inaugurado a partir do antigo Cine-Teatro Avenida. Os alunos das escolas de cinema têm também oportunidade de mostrar os seus trabalhos no mesmo local na secção “Ensaios Visuais”, com exibições a partir das 17h30, de 15 a 19 de Novembro.

Para graúdos… e miúdos

As manhãs estão reservadas para quem não tem idade para ficar acordado até tarde. Sempre às 10h00 no TAGV, os mais novos tem a oportunidade de tomar o primeiro contacto com o cinema português através da secção “Caminhos Juniores”. Às 15 horas inicia-se a “Retrospectiva Cinema Novo”, com a exibição de películas como “Perdido por Cem”, de António Pedro Vasconcelos, e “Belarmino”, de Fernando Lopes. Ainda no âmbito do festival, o Foyer do TAGV vai receber duas conferências que vão ajudar a tornar o “Caminhos” num espaço de reflexão cultural e cinematográfica. No dia 17 de Novembro, Paulo Granja vai moderar a conferência “Do Cinema Novo ao cinema contemporâneo português”, com intervenções de Paulo Cunha e Daniel Ribas. No dia 22 a conferência “Cinema e outras artes plásticas – práticas artísticas” vai contar com a participação de Isabel Nogueira e Luciana Fina sob moderação de Abílio Hernandez.

Os Workshops são também um dos pontos altos do festival. Aqui todos podem aprender a realizar curtas-metragens, animações e produzir filmes. Durante os 10 dias de festival realizam-se 5 workshops sobre os temas “Edição de Imagem”, “Edição de Cinema 3D – Estereoscopia”, “Edição de Vídeo, Acção e Intervenção”, “Introdução à Cinematografia para Cinema Digital” e “Produção e Realização Vídeo” Durante o período do festival, está ainda disponível, no “foyer” e na sala verde do TAGV, uma exposição de máquinas do cinema, onde são dadas a conhecer aos visitantes algumas das máquinas que tornaram possível a evolução e o crescimento do cinema.

Festa pela noite dentro

Como o “Caminhos” se assume como a verdadeira festa do Cinema Português, a partir da 00h30, no Theatrix, os espectadores vão ter a oportunidade de relaxar nas After Parties com a ajuda de alguns de bandas como Os Yeah, Os Pinto Ferreira, D3o e o Dj Rui Estêvão da Antena3.

Criado em 1988, os “Caminhos do Cinema Português vão na 17ª edição e são uma organização do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC) da Associação Académica de Coimbra. Segundo a organização, o objectivo passa por “divulgar o cinema português, mostrando no nosso festival toda a produção portuguesa no último ano. Num segundo plano, mas não menos importante, temos como objectivo aliciar e formar novos públicos de forma a expandir o interesse pela filmografia nacional”.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This