A Escola da Noite faz 20 anos

A Escola da Noite celebra no próximo dia 27 de Março (Dia Mundial do Teatro), o seu vigésimo aniversário. Para assinalar a data, convida todos os seus espectadores e amigos para uma noite especial. Susn, de Herbert Achternbusch, e Santíssima Apunhalada, de Antonio Onetti, são os textos que o público poderá ver em palco, com entrada livre.

Na noite de 27 de Março, o público é convidado a assistir ao ensaio de um dos próximos espectáculos da companhia – “Santíssima Apunhalada”, de Antonio Onetti – e a um excerto de uma das primeiras peças apresentadas pel’A Escola da Noite: “Susn”, de Herbert Achternbusch. Em exposição, no foyê do teatro, estarão fotografias dos 55 espectáculos estreados pel’A Escola da Noite até ao momento e os nomes das centenas de colaboradores que contribuíram para o longo percurso criativo da companhia.

No final, haverá ainda tempo para um brinde no bar do Teatro. Apesar das dificuldades (ou precisamente por causa delas), 20 anos de actividade ininterrupta no campo da criação artística são um bom motivo de celebração.

Susn e Apunhalada

“Susn” foi o quarto espectáculo d’A Escola da Noite. Estreou em 1993, no Teatro Académico de Gil Vicente, com encenação de António Augusto Barros, cenografia de Fernanda Fragateiro e as interpretações de Carlos Gomes, Carlos Sousa, Isabel Leitão, Lígia Roque, Sílvia Brito e Sofia Lobo. O texto, do alemão Herbert Achternbusch (Munique, 1938), apresenta-nos uma mulher em várias fases da sua vida, na sua relação com os vários homens com quem se cruza (o pai, o padre, o professor) e com o próprio escritor que lhe deu vida. Também romancista, poeta, pintor e realizador, Achternbusch é considerado um dos mais polémicos autores alemães do século XX, um “autor maldito”, graças aos temas das suas obras e à forma irónica (e por vezes cruel) que escolhia para lhes dar corpo. Nesta sessão especial, o excerto escolhido é interpretado pela actriz Sofia Lobo.

“Santíssima Apunhalada” estreará em breve no Teatro da Cerca de São Bernardo, com interpretação de Igor Lebreaud e Miguel Magalhães. Trata-se de uma peça curta de Antonio Onetti, autor espanhol que recentemente esteve em Coimbra, a convite d’A Escola da Noite, no âmbito do ciclo que a companhia tem dedicado à dramaturgia espanhola contemporânea. Na Sevilha dos dias de hoje, nas vésperas da Semana Santa, um ladrão mal encarado e um travesti anafado e cinquentão encontram-se num jardim, sob o olhar da Virgem, a quem alguém roubou as jóias.

O regresso de “Animais Nocturnos”

Ainda no âmbito das comemorações do vigésimo aniversário da companhia, A Escola da Noite agendou duas sessões especiais de “Animais Nocturnos”, o seu mais recente espectáculo, para os dias 30 e 31 de Março (sexta e sábado). O texto de Juan Mayorga, que parte do tema da imigração ilegal, regressa assim ao TCSB, depois de ter sido apresentado em Braga, Évora e Campo Benfeito (Castro Daire).

A Escola da Noite – 20 anos: PROGRAMA

27 de Março [Dia Mundial do Teatro], terça-feira, 21h30

ensaio assistido

Susn, de Herbert Achternbusch (excerto) e Santíssima Apunhalada, de Antonio Onetti

M/12 > entrada livre

30 e 31 de Março, sexta e sábado, 21h30

Animais Nocturnos, de Juan Mayorga

M/12 > 6 a 10,00 Euros



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This