DocLisboa 2011: «É na Terra Não É na Lua» do português Gonçalo Tocha é o grande vencedor

«É na Terra Não é na Lua» é o grande vencedor do DocLisboa 2011. O filme de Gonçalo Tocha conquistou o Grande Prémio Cidade de Lisboa para melhor longa ou média-metragem. O retrato da ilha do Corvo com três horas de duração foi o preferido para o júri da Competição Internacional composto por Peter von Bagh, Marta Andreu, Nino Kirtadzé, Teresa Castro e Vassily Bourikas. Leiam AQUI a nossa reportagem sobre a presença portuguesa na edição 2011 do DocLisboa.

PREMIADOS

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Grande Prémio Cidade de Lisboa para melhor longa ou média-metragem
«É na Terra Não É na Lua», Gonçalo Tocha, Portugal , 2011
(21h30, Grande Auditório)

Prémio Doclisboa para melhor curta-metragem
«Con la Licencia de Diós, Simona Canonica, Suíça, 2010
(21h30, Grande Auditório)

Prémio Especial do Júri Doclisboa
«Territoire Perdu», Pierre-Yves Vandeweerd, Bélgica/França, 2011

Prémio Revelação Doclisboa
Prémio para a melhor primeira longa ou média-metragem transversal à Competição Internacional, Investigações e Riscos
«Ami, Entends-tu», Nathalie Nambot, França, 2010
(18h30, Pequeno Auditório)

Prémio Universidades
Prémio Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias para melhor longa ou média-metragem da Competição Internacional
«De Engel Van Doel, Tom Fassaert», Holanda/Bélgica, 2011

INVESTIGAÇÕES

Prémio RTP2 para melhor documentário de Investigação
(inclui a compra dos direitos televisivos para Portugal)
«Diário de Uma Busca», Flávia Castro, Brasil/França, 2010
(17h00, Grande Auditório)

Menção Honrosa
«Rechokim The Collaborator and His Family», Ruthie Shatz e Adi Barash, França/EUA/Israel, 2011

COMPETIÇÃO PORTUGUESA

Prémio Doclisboa para melhor longa ou média-metragem
«Yama No Anata», Aya Koretzky, 2011
(19h30, Grande Auditório)

Prémio Caixa Geral de Depósitos para melhor primeira obra
«A Nossa Forma de Vida», Pedro Filipe Marques, 2011
(21h00, Pequeno Auditório)

Prémio Doclisboa e ISCTE-IUL para melhor curta-metragem
«Praxis», Bruno Cabral, 2011
(19h30, Grande Auditório)

Prémio Escolas
Prémio Restart para melhor longa ou média-metragem da Competição Portuguesa
«Yama No Anata», Aya Koretzky, 2011

Prémio C.P.L.P.
– Prémio para a melhor longa ou média-metragem dos Países de Língua Portuguesa
«Diário de Uma Busca», Flávia Castro, Brasil/França, 2010

O filme-surpresa prometido para o último dia do DocLisboa 2011 é «Duch, Le Maître des Forges de l’Enfer», de Rithy Panh, e pode ser visto neste domingo às 16h no Pequeno Auditório da Culturgest.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This