Verdade?!, de Bernardo P. Carvalho

NOVIDADES PATO LÓGICO – DANÇA E VERDADE?!

O Pato Lógico tem o prazer de apresentar os dois novos títulos da colecção “Imagens que contam”. Aos autores André da Loba, Marta Monteiro, Afonso Cruz e Catarina Sobral, juntam-se agora Bernardo P. Carvalho e João Fazenda. Em Verdade?!, de Bernardo P. Carvalho, um pescador faz-se ao mar para mais um dia de pesca com o seu fiel amigo. As ondas, que pareciam calmas, revoltam-se; das profundezas emergem monstros marinhos; dos céus caem relâmpagos ameaçadores. Quando tudo parecia perdido, a pescaria salva-se de uma forma surpreendente. Parece mentira? Juro que é verdade!

Em Dança, de João Fazenda, ele quer dançar, mas o corpo não obedece; ela é leve e balança. Ele é contido e rectilíneo; ela é descontraída e voa com ritmo. Ele vive num mundo ortogonal, pesado e previsível, até descobrir que há pesos que devem ficar para trás.

João Fazenda

João Fazenda nasceu e cresceu em Lisboa. O seu trabalho divide-se entre a ilustração, o desenho, a banda-desenhada, o cinema de animação e ocasionalmente a pintura. Colabora regularmente na imprensa nacional e estrangeira para publicações como o Público, a Visão ou o New York Times. Ilustrou livros para todas as idades, discos, cartazes de cinema e campanhas institucionais. Aventurou-se pelo cinema e realizou algumas curtas de animação.

Dança, de João Fazenda

O seu trabalho foi muitas vezes premiado e exposto pelo mundo fora. É ilustrador do livro Fernando Pessoa, o Menino que era muitos poetas, com texto de José Jorge Letria, uma publicação Pato Lógico/IN-CM.

Bernardo P. Carvalho

Nasceu em Lisboa em 1973. Frequentou a Faculdade de Belas Artes da mesma cidade. É um dos co-fundadores do Planeta Tangerina. Em 2008, com o livro Pê de Pai, ganhou uma Menção Honrosa no Prémio Best Book Design from All Over the World promovido pela Book Art Foundation.

Verdade?!, de Bernardo P. Carvalho

Em 2009, foi um dos vencedores do 2nd CJ Picture Book Awards (Coreia), com o livro As Duas Estradas. No mesmo ano ganhou o Prémio Nacional de Ilustração com o livro
Depressa, Devagar. Já em 2011, o álbum O Mundo num Segundo foi distinguido como um dos melhores do ano pelo Banco del Libro da Venezuela.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This