Concerto de apresentação da nova grelha da Rádio Universidade de Coimbra

Por ocasião da apresentação da Grelha de Inverno 2011 / 2012, a Rádio Universidade de Coimbra e a Lugar Comum apresentam em concerto em Coimbra, no próximo dia 08 de Outubro de 2011, a norte–americana Eleanor Friedberger e o britânico Euros Childs.

Os Friedberger têm nos Fiery Furnaces a sua empresa familiar. Fundada por Eleanor e pelo seu irmão Matthew, a banda norte-americana tem seguido um contínuo ritmo de produção, contabilizando a edição de nove álbuns em seis anos. “Last Summer”, o primeiro trabalho a solo de Eleanor Friedberger, não vem ditar o termo de tão profícua parceria, nem sequer comporta um significativo desvio do proposto até à data pelos Fiery Furnaces. Ainda assim, o simples facto de ter excluído de todo o processo o seu irmão Matthew, recorrendo à produção de Erik Broucek (DFA), denuncia uma necessidade de respirar de forma não assistida. “Last Summer” não é um tributo a Nova Iorque ou sequer um filme de Woody Allen. Não tem essa pretensão. Antes serve a urgência de Eleanor em se libertar das memórias que lhe estão associadas, num tal volume e detalhe que por vezes parecem não caber em cada verso. Esta assinatura, que a acompanha desde o primeiro álbum dos Fiery Furnaces, é hoje complementada por um evidente flirt com a década de 70, a mesma nostalgia que percorre o aclamado “Kaputt”, da autoria de Destroyer.

Data única em Portugal, o concerto da norte–americana permitirá um primeiro contacto com um álbum recém editado do outro lado do Atlântico, e já considerado pela esmagadora maioria da imprensa como uma das melhores surpresas do presente ano.

Em 1991, contava apenas quinze anos de idade quando fundou os Gorky’s Zygotic Mynci, colectivo galês que convocava os nomes de Robert Wyatt ou Captain Beefheart como as suas principais referências e se mantinha fiel à interpretação no seu dialecto regional. Após a gravação em ‘92 do EP “Patio”, surgiu a aclamação da crítica, particularmente de John Peel, que de imediato, dando eco a uma crescente expectativa, convidou a banda a gravar nos estúdios da BBC. Seguiu-se “Bwyd Time”, o primeiro longa duração dos Gorky’s, o qual permitiu que outros projectos oriundos de Gales, como os Super Furry Animals, pudessem ocupar o merecido espaço na imprensa musical britânica. Vinte anos volvidos, tendo os Gorky’s encerrado actividade em 2003, persiste um enorme culto em torno da figura de Euros Childs. Desde 2006, editou seis álbuns de originais, alguns dos quais totalmente interpretados em galês, tendo também fundado o projecto Jonny, na companhia de Norman Blake dos Teenage Fanclub. Também não perdeu de vista uma certa esquizofrenia que habitava todos os trabalhos dos Gorky’s, a qual nos transportava pelo legado dos Beatles ou de Syd Barrett.

Pela primeira vez em Portugal, Euros Childs apresentar-se-à ao piano, num formato que seguramente privilegiará a palavra e possibilitará um retorno ao património musical dos Gorky’s Zygotic Mynci.



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This