gamer_sapiens

HISTÓRIA estreia “Gamer Sapiens”

A primeira série de televisão que percorre etapas históricas chave do ser humano, através do mundo dos videojogos.

A partir da sexta-feira, 4 de dezembro, pelas 22h15, o canal HISTÓRIA estreia em exclusivo ‘Gamer Sapiens’, a sua nova produção original que, ao longo de seis horas, percorre as principais etapas históricas do ser humano através do mundo dos videojogos. Com um tratamento rigoroso dos factos apresentados e a participação de especialistas nos diferentes períodos tratados, a série analisa momentos chave como a Idade de Ouro dos Piratas, a Segunda Guerra Mundial, a Idade Média ou as Culturas Clássicas (antigo Egipto, Império Romano e Grécia clássica), com o objetivo de descobrir que partes da História que aparecem nos videojogos são fiéis à realidade e quais correspondem a efeitos artísticos.

O telespectador poderá mergulhar na História de videojogos tão famosos como Call of Duty, a saga Civilization, ou o tão esperado Cyberpunk 2077 e pode assim comprovar quais foram os aspetos mais notáveis – anedotas, histórias e lendas – em cada período histórico; desde as armas utilizadas por cada uma das personagens até aos acontecimentos-chave que se tornaram parte da nossa imaginação coletiva. A série utiliza os videojogos como elemento narrativo para entrar na divulgação histórica de uma forma visualmente espetacular, acrescentando uma camada de interatividade que só os videojogos podem oferecer.

“Os videojogos permitem-nos vivenciar tempos passados na primeira pessoa e ser o protagonista de factos históricos, aprendendo sobre os costumes, personagens e sobre acontecimentos que fazem parte do imaginário coletivo. Com Gamer Sapiens, o HISTÓRIA quer destacar o trabalho informativo que os videojogos têm feito ao longo dos anos e também comprovar até que ponto têm sido fiéis à História, através de especialistas de áreas muito diferentes. Com uma narrativa espetacular, a série combina a qualidade de um grande documentário do HISTÓRIA com o fator de interatividade de um videojogo. Esta é uma abordagem única em televisão que esperamos que os nossos telespectadores apreciem”, afirma Sergio Ramos, Vice-Presidente de Programação do The History Channel Iberia.

Além disso, para acompanhar o lançamento desta aposta, o HISTÓRIA estreará no dia 25 de dezembro, pelas 22h15, o documentário “A Guerra dos Videojogos’, produzido por Daniel Junge (‘Saving Face’), vencedor de um Óscar, que investiga as guerras internas que tiveram lugar entre as diferentes indústrias de desenvolvimento de videojogos, e revela em detalhe quais foram as inovações mais brilhantes e os fracassos mais estrondosos. 

Todas as sextas feiras, a partir das 22h15, durante o mês de dezembro, os telespectadores têm a oportunidade de mergulhar no fascinante universo dos videojogos, com produções que oferecem abordagens ainda não exploradas na televisão e descobrir o valor educativo e inovador deste sector, que se estima ter uma comunidade de 3 milhões de jogadores em Portugal, segundo a SPCV – Sociedade Portuguesa de Ciências dos Videojogos.

Episódio 1: Piratas

Aventureiros, livres, mestres dos sete mares… Os piratas das Caraíbas vivem no imaginário coletivo como heróis românticos e os videojogos não são uma exceção. Mas quanto há de real nesta visão idealizada? Ao longo deste episódio, vamos revelar a verdadeira história da pirataria nas Caraíbas navegando a bordo do Galeão Andaluz, uma réplica do que navegou pelos mares no século XVI, e graças às histórias de especialistas nas Caraíbas, da Marinha espanhola, e do combate histórico. Aprenderemos sobre as suas armas, as suas táticas, e como viveram, descobrindo se os videojogos fazem justiça à sua temível reputação.

Episódio 2: A Segunda Guerra Mundial

Após a guerra que acabaria com todas as guerras, o pior já tinha passado. Na década de 1930, a Guerra Civil Espanhola foi apenas um prólogo do que seria a guerra mais sangrenta de todos os tempos. E assim, reviveremos as diferentes formas de luta na IIGM através dos videojogos. Vamos falar sobre como o imparável avanço tecnológico tornou a Segunda Guerra Mundial a mais letal da história, com a consagração do carro blindado como ponta de lança dos rápidos avanços, a arma de para-quedas, ou a aviação naval. Vamos descobrir como a Guerra Civil Espanhola serviu de banco de ensaio para os avanços táticos que marcaram a Segunda Guerra Mundial: desde as primeiras batalhas de tanques até ao assalto aéreo.

Episódio 3: Passados e Futuros

Steampunk, Cyberpunk, Atompunk… certos períodos da História despertaram a imaginação de gerações, imaginando como seria o futuro. Por vezes de uma forma muito otimista, e outras vezes imaginando distopias apocalípticas. Reviveremos os videojogos que imaginaram outros passados e futuros, e as invenções que os inspiraram. Desde tempos imemoriais, os seres humanos têm imaginado como seria o futuro. Mas alguns períodos históricos, tais como a revolução industrial, a descoberta da energia nuclear, ou o início da cibernética, geraram imagens vívidas de possíveis futuros, uns mais próximos da realidade do que outros. Viajaremos para realidades que nunca existiram através de videojogos, e algumas das quais nos estamos a aproximar rapidamente.

Episódio 4: A Idade Média

Castelos, Inquisição, e cavaleiros de armadura reluzentes. Revemos através dos videojogos as lutas políticas da época, as técnicas de combate, os castelos, e se a fama que tem deste período de escuridão é bem merecida. Vamos descobrir que a imaginação coletiva não faz justiça a um extenso período histórico atormentado por avanços científicos, tecnológicos e sociais. O que se comia na Idade Média? Havia lutas ao ar livre, como se vê nos videojogos? A armadura limitava o movimento dos cavaleiros? Estas são algumas das questões que responderemos a partir de especialistas em história medieval e videojogos ambientados nessa época.

Episódio 5: Civilizações

Eles são os pais da civilização em que vivemos. Somos herdeiros dos avanços das culturas que dominaram o Mediterrâneo. Reviveremos o que os videojogos têm a dizer sobre o antigo Egipto, o Império Romano e a Grécia clássica, e porque é que estas culturas duraram mais tempo na nossa cultura do que outras tão importantes como as culturas babilónicas, fenícias ou muçulmanas. O que fez com que a cultura egípcia fosse a fonte de inúmeros mitos e lendas? Qual foi a razão do surgimento de tantos pensadores na Grécia antiga? Qual foi o segredo do sucesso das legiões romanas? Procuramos através dos videojogos definidos na altura para encontrar a resposta a estas e muitas outras questões.

Episódio 6: Primatas

De simples primatas eretos, tornámo-nos uma espécie capaz de feitos impensáveis há pouco mais de 100 anos. Mas como chegámos aqui? E se pudéssemos mudar o passado? Os videojogos permitem-nos pré-imaginar a evolução humana, mas será que a forma como o apresentam tem uma base histórica? Desde soluções idênticas a problemas arquitetónicos ou legais encontrados em culturas sem contacto entre elas até à luta entre civilizações com diferentes níveis de desenvolvimento tecnológico, os videojogos mostram-nos situações que podem parecer inventadas, mas que se baseiam na história. Descobrimos o que nos fez evoluir como espécie e porque é que algumas civilizações avançaram mais do que outras.

 



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This