Jérôme Bel – Cédric Andrieux

Cédric Andrieux integra a geração de bailarinos que deram corpo à década de ouro da dança contemporânea francesa nos anos 80 e 90. Recebeu a sua formação em Paris, dançou na Merce Cunningham Dance Company e integrou o Lyon Opera Ballet. No espectáculo autobiográfico Cédric Andrieux, fala sobre a sua vida como bailarino, a sua carreira e os encontros com coreógrafos que o marcaram, mostrando excertos de obras de coreógrafos de renome como Merce Cunningham e Trisha Brown. Na encenação depurada de Jérôme Bel, Cédric Andrieux apresenta-se com toda a simplicidade ao público num palco vazio, mas pouco a pouco vai enchendo o teatro com a sua intensa presença. À medida que vai reconstruindo a sua história pessoal, encena um encontro com a História da dança.

Cédric Andrieux faz parte de uma série de espectáculos “autobiográficos”, iniciada em 2004 com Véronique Doisneau, um solo para a bailarina do corpo de ballet da Ópera de Paris. Seguiram-se Isabel Torres, para a bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Pichet Klunchun and myself, um dueto criado em Bangkok com o bailarino de dança clássica tailandesa Pichet Klunchun, e Lutz Förster, para o intérprete de Pina Bausch, Bob Wilson e José Limòn Dance Company.

Teatro Maria Matos
quarta 30 e quinta 31 Março 21h30
Sala principal
15€ / Com desconto 7,5€

Em inglês, sem legendagem | Duração 75 min.

Digressão Nacional

26 Março Teatro Viriato
30 e 31 Março Teatro Maria Matos
3 Abril Fundação Serralves



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This