MISTÉRIOS DE LISBOA VENCE PRÉMIO LOUIS DELLUC

O filme de Raúl Ruiz conquistou o prémio que destaca o Melhor Filme do Ano em França, batendo obras como “O Escritor Fantasma”, de Roman Polanski, ou “Carlos”, de Olivier Assayas. Um júri de cerca de 20 notáveis, presidido por Gilles Jacob, director do Festival de Cannes, decidiu entregar a MISTÉRIOS DE LISBOA uma distinção que já premiou obras de cineastas marcantes como Jean-Luc Godard, François Truffaut, Jacques Tati ou Éric Rohmer.

O prestigiado prémio internacional coroa um percurso de sucesso para esta adaptação de Camilo Castelo Branco, depois de vencer a Concha de Prata para Melhor Realizador, no Festival de San Sebastián, e o Prémio da Crítica, na Mostra Internacional de Cinema de S. Paulo.

Esta distinção reafirma a qualidade desta produção nacional, ainda em exibição nos cinemas, que se destacou de uma lista de nomeados de luxo, que incluía “Tournée”, de Mathieu Amalric, “Dos Homens e dos Deuses”, de Xavier Beauvois, “White Material”, de Claire Denis, “Des Filles en Noir”, de Jean-Paul Civeyrac e “La Princesse de Monpensier”, de Bertrand Tavernier.

Em França o filme continua a cumprir o seu percurso invejável nos cinemas. MISTÉRIOS DE LISBOA encontra-se em exibição em cinco salas de cinema de Paris e, por todo o país, dezenas de cidades acolhem a obra do cineasta chileno.

Bordéus, Lyon ou Toulouse são algumas destas cidades, onde inclusivamente o filme se encontra em exibição há largas semanas. No entanto o percurso do filme não ficará por aqui, uma vez que existem exibições agendadas para dezenas de cidades (Marselha, Lille, Nice, entre outras) até ao final de Janeiro.

Em Portugal, o filme encontra-se em exibição em Lisboa , no Cinema King, e em diversas localidades do país. Ainda durante o mês de Dezembro, MISTÉRIOS DE LISBOA será exibido no Cine-Teatro S. Pedro, em Abrantes, no dia 22. Em Janeiro, será a vez de Faro, Portimão e Sesimbra receberem a obra de Raúl Ruiz.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This