Mulheres de Água – Estreia Dia 30 de Novembro no Teatro Turim

Depois da (dupla) homenagem a Sebastião Alba e Carneiro Gonçalves, intitulada Karingana (que estreou no Teatro da Trindade em 2000), Luís Carlos Patraquim cria, desta vez em monólogo teatral – o texto As Mulheres de Água.
Monólogo de uma jovem mulher, hoje, na Europa, Portugal. Partir daqui, da circunstância de um corpo em situação. Ela está no palco, com o Ser da voz, a densidade dessa presença, do silêncio para a elocução, criação de mundo. Ela é a fonte, escreveu um poeta. Mas de que águas falará, inumeráveis, tingidas, lívidas, espumosas, agónicas, torrenciais? Jovem mulher aqui, em situação. Comentando-a, devaneando, sonâmbula e lucidamente acutilante. Ela é o dia com a noite dentro… o fio condutor é ela, jovem mulher, corpo e Ser, aqui, hoje, Portugal, em situação.”

Sobre o processo de trabalho, o Bica Teatro, comenta:

“Quisemos com este monólogo teatral de Luís Carlos Patraquim, e ao longo dos ensaios, que ele fluísse e que pudéssemos, de alguma maneira, “domá-lo”. Nada feito! Continua intenso, rebelde, provocatório e muito atual. Atualíssimo. Como um rio, Mulheres de Água, na representação de Paula Luíz, é um caudal de força, de intenções, de contrastes, neste espaço de confluências e (re)encontros a que se denominou de espaço lusófono. Reunimos cumplicidades antigas, descobrimos outras, e aqui continuamos no Portugal de hoje, a fazer teatro.”

Texto Original: Luís Carlos Patraquim
Encenação: Paulo Patraquim
Interpretação: Paula Luiz
Assistência Geral/ Produção: Neto Portela
Realização Plástica: Roberto Chichorro
Cenário Sonoro: Carlos Guerreiro
Apoio Vocal: Sara Belo
Design Gráfico: Gonçalo Marto
Construção de Cena: Renato Godinho e Mário Correia

Informações Bica Teatro



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This