rdb_diatriunfal_inside

NIMAS CONVIDA: RITA NUNES

O ESPAÇO NIMAS vai passar a acolher regularmente o trabalho de realizadores nacionais com um percurso sólido e desafiante mas cujas obras não se aproximaram ainda da maior parte do público. Por um dia, o ESPAÇO NIMAS passa para as mãos destes realizadores que, através da exibição dos seus filmes (entre curtas e longas-metragens, ficção e documentário) e de conversas com convidados especiais, se vão revelar num espaço que, ao longo dos anos, tem sempre privilegiado o cinema de autor.

A realizadora RITA NUNES é a primeira a tomar conta do ESPAÇO NIMAS, com uma selecção de quatro curtas-metragens (incluindo a premiada internacionalmente”Menos Nove”) e dois telefilmes realizados para a RTP.

21h00
MENOS NOVE (1997, 12′)
Baseado no livro de contos Crimes Exemplares, de Max Aub, o qual, por sua vez, foi inspirado em testemunhos de crimes reais.

Prémio RTP e Prémio do Público no Curtas de Vila Do Conde, Crystal Star(Melhor Curta Europeia) no Brussels International Film Festival e o Prémio da Juventude, Leopardo do Futuro – Menção Especial no Locarno International Film Festival.

RX (2003, 3′)
Curta-metragem dedicada ao músico português Carlos Paredes.

BLIND CUT (2008, 20′)
Em Maio de 2008, o cabeleireiro parisiense Samuel Narboni veio a Lisboa cortar o cabelo a um grupo de mulheres que não o conheciam. Durante 2 dias estiveram no Palácio Foz e entregaram-se a um corte sem o habitual espelho à sua frente. De que falam as mulheres enquanto lhes cortam o cabelo?

DIA TRIUNFAL (2009, 8’)
E se o encontro habitual de cinco autores, à mesa de um café lisboeta, passasse a ser uma ficção bem forjada? Cada um à sua, não conseguiam grande fama mas, todos juntos, talvez pudessem criar um extraordinário escritor. Bastava que fizessem crer que eram um único homem, uma pessoa que escrevia como se tivesse vários heterónimos. Faltava apenas escolher qual deles era essa pessoa.

22h00
ENCONTRO COM O PÚBLICO
Convidados: RITA NUNES (realizadora), ANABELA MOTA RIBEIRO (jornalista), ANDRÉ SZANKOWSKI (director de Fotografia, “Mistérios de Lisboa”, “Só Por Acaso”, “Dia Triunfal”), RUI PEDRO TENDINHA (jornalista e crítico de Cinema) e com a participação de EDUARDO SERRA (director de Fotografia, (“Rapariga com Brinco de Pérola”, “Harry Potter e os Talismãs da Morte”, “O Protegido”) numa conversa sobre a importância da imagem no Cinema actual.

23h00
CONTAS DO MORTO (2001, 52’)
A história passa-se numa aldeia próxima de Ponte de Lima, nos dias de hoje. Domingos, marido de Deolinda prometeu a Lurdes um terço da herança. Porém morre antes de poder cumprir a sua promessa. Deolinda, a viúva, não respeita a sua vontade e, por esta razão, Lurdes, que é apenas criada, decide dirigir-se a uma conceituada “bruxa” que mora nas redondezas…

SÓ POR ACASO (2002, 90’)
Um azar que nunca devia ter acontecido, manda Rodrigo para um coma que dura cinco anos. E ao acordar, depois de tanto tempo assombrado pela imagem da mulher que lhe disparou um tiro à queima-roupa, ele percebe que a vida não parou à sua espera, sem se dar conta de que toda a gente lhe anda a mentir. E que o seu melhor amigo se prepara para o meter de novo em complicações. Prémio Prix Europa Especial, Secção Ficção para Televisão, Festival Prix Europa 2004

Sobre a realizadora:

Nasce em Lisboa em 1974. Curso de Cinema, na área de Imagem, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. A partir de 1996 começa a trabalhar como realizadora de Cinema e Publicidade, tendo realizado vários filmes, como a Curta-Metragem “Menos Nove”, que ganhou vários prémios nacionais e internacionais (Menção Especial no Festival de Cinema de Locarno e Melhor curta-metragem Europeia no Festival de Bruxelas), os telefilmes “Contas do Morto” e “Só por Acaso”, este último, vencedor do Prémio Prix Europa 2004, “Paul
Author”, um documentário sobre Paul Auster e a rodagem do seu filme em Portugal, “Dia Triunfal”, sobre Fernando Pessoa, de 2009, entre outros. Neste momento encontra-se a preparar a sua primeira longa-metragem.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This