O Elogio da Sombra de Andreia Tocha

O Elogio da Sombra pretende ser uma apresentação de “objectos de luz” criados a partir do conceito de Bruno Munari “Das coisas nascem coisas” em que a plataforma de criação é a reutilização. Em O Elogio da Sombra, os objectos são feitos na sua maioria de desperdícios que são transformados em novas peças. Seja uma embalagem de pastilhas elásticas, garrafas ou até mesmo botões, toda esta matéria-prima dá origem a um novo objecto e a uma nova função. As luzes/sombras produzidas conferem um forte sentido estético à peça, muitas delas formando padrões como se fossem bordados na parede. Assim, encontraremos em O Elogio da Sombra não só diversas luzes/candeeiros como também uma especial atenção às suas sombras.

O título dado a esta exposição é inspirado no livro de Junichiro Tanizaki não tanto pelo seu conteúdo expressivo Oriente /Ocidente mas sim pela relação directa luz / sombra e a exaltação que pretendo fazer destas. Trata-se pois de uma glorificação da sombra através da presença inevitável da luz que as obras apresentadas revelam.

Peças em exposição: Pérola, Chiclet, Coocon, Grande lata – Tenório entre outros.



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This