Rentrée musical 2012 na Capricho Setubalense

E eis a notícia mais aguardada do ano musical setubalense: o regresso da programação musical da Experimentáculo. Depois de uma ausência mais longa do que o desejável, a Experimentáculo tem o prazer de anunciar o concerto, na mesma noite e no mesmo local, dos Lydia’s Sleep, dos Duas Semicolcheias Invertidas, dos Moe’s Implosion e dos Balão Dirigível.

Vai ser um ataque sónico na Capricho Setubalense, já no próximo dia 9 de Março, numa noite que promete ser, no mínimo, demolidora. Será uma oportunidade de ouro para ouvir ao vivo EP de estreia dos Lydia’s Sleep, por exemplo, o novo disco dos Duas Semicolcheias Invertidas, que saiu com o selo da Experimentáculo Records, ou para ouvir pela primeira vez em Setúbal o último trabalho dos Moe’s Implosion. O bilhete custa 5 euros e as portas abrem-se às 21 horas.

Os Moe’s Implosion são presença regular na nossa cidade e sempre que cá vêem deixam automaticamente saudades. Com uma entrega e uma energia em palco assinalável, os Moe’s Implosion – que em tempos venceram o concurso de bandas de Setúbal – andam a mostrar o seu disco de estreia, “Light Pollution”, um pouco por todo o lado. Chegou a vez de Setúbal perceber que ainda não ouviu nada parecido.

Os Duas Semicolcheias Invertidas são como um descarrilamento de um comboio, mas em bom. Segredo bem guardado da música sónica nacional, são um caldeirão de influências mais ou menos improváveis, que vai dos Converge aos Naked City com uma facilidade desgraçada. “4”, o novo disco que acabou de sair com o selo da Experimentáculo Records numa edição em vinil limitada, tem um título profético e muito terrorismo sonoro no interior. E, neste seu regresso a Setúbal, prometem trazer surpresas e uma segunda bateria.

Ganharam o concurso de bandas de Setúbal e depois o das Caldas e, de repente, passaram de promessa a confirmação: os Lydia’s Sleep são uma das revelações de 2012 (e de 2011) e acabam de lançar “Wires”, o EP de estreia, que anda aí pela net para ser descarregado gratuitamente. Aquilo que era tudo pós-rock no início, é cada vez mais harcore e, consequentemente, mais explosivo.

Para quem não conhece, os Balão Dirigível são a banda que devem ficar a conhecer muito em breve. Porque assim que os ouvir, dificilmente irá resistir. Estes rapazes de Beja, cuja amizade evoluiu dos campos da bola para a garagem e para o estúdio, tocam alto, depressa e bem distorcido, algures entre os Sonic Youth e os Mars Volta. Soa bem, não soa? Então esperem até para os ouvir ao vivo.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This