FOO FIGHTERS “WASTING LIGHT” EM STREAMING

O sétimo álbum dos Foo Fighters, ‘Wasting Light’, foi produzido por Butch Vig e misturado por Alan Moulder, tendo sido totalmente gravado numa cassete analógica na garagem da casa do vocalista Dave Grohl na Califórnia, em San Fernando Valley. O novo disco também assinala o primeiro registo de longa duração dos Foo Fighters com o lendário produtor Butch Vig, que produziu as novas faixas “Wheels” e “Word Forward” no álbum de êxitos de 2009 e com quem Dave Grohl (obviamente) trabalhou primeiro no clássico “Nevermind” dos Nirvana.

A abordagem ‘sem computadores/sem software’, de regresso à essência, resultou naquele que é provavelmente o resultado mais forte e coeso dos 15 anos de carreira da banda: Do primeiro single ‘Rope’ ao frenético início de “Bridge Burning”, passando pelo lindíssimo bipolar “These Days” e as espantosas participações de Bob Mould (“Dear Rosemary”) e Krist Novoselic (“I Should Have Known”), ‘Wasting Light’ é um triunfo singular: uma banda que encheu arenas, estádios e festivais um pouco por todo o mundo e que decidiu ‘despir-se’ e voltar ao que é essencial.

O antigo guitarrista de digressão dos Nirvana e “elemento honorário” dos FF, Pat Smear, junta-se agora ao núcleo permanente dos FF constituído por Grohl, Taylor Hawkins, Nate Mendel e Chris Shiflett.

Paralelamente ao lançamento do álbum, a divisão de documentário Spitfire Pictures, do Exclusive Media Group, produziu um documentário sobre os Foo Fighters, realizado pelo galardoado (Óscar) James Moll (The Last Days, Running The Sahara). Co-produzido e co-financiado pelo Exclusive Media Group e a RCA Records, o documentário de Moll relata toda a história dos Foo Fighters, das demos em cassette gravadas por Grohl durante os seus tempos de baterista dos Nirvana, até à sua ascensão ao vencer prémios Grammy, várias platinas, estatuto de esgotar arenas e estádios, como uma das maiores bandas de rock do planeta.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This