FREIMA LABS. APRESENTAÇÃO DA EDITORA HOJE, TEATRO DO BAIRRO – LX

Hoje remisturamos a FREIMA — esse bando de santos aventureiros, colectivo de rebeldes audiovisuais, família cigana promotora de eventos – e vemos como esta estende os seus viscosos tentáculos em direcção ao mundo editorial, transformando-se ante os nossos olhares perplexos num insólito mutante de rara beleza: FREIMA LABS é a menina dos nossos olhos, uma plataforma editorial dedicada à publicação e promoção da electrónica portuguesa mais fresca e fofa, aquém e além-fronteiras.

Na próxima Quarta-Feira dia 7 de Dezembro, no Teatro do Bairro, em Lisboa – entre os já habituais radicais dos bigodes, apaixonados dos recordes, glamorosas penitentes e profetas rebeldes – celebramos a paixão, confirmamos a rota e a inclinação do lançamento, e a 7€ por entrada (5€ com convite) respigamos provisões para a viagem.

Do alto da torre, o sacerdote anuncia a hora de culto pouco antes das 23h00, e os infiéis correm a assistir ao concerto dos Jesus K & the sicksicksicks. A trama adensa-se então pela noite fora com o DJ set de Freimatic (Fulano47 vs. Lukkas), e com o doce e ritmado live-act de Miguel Torga, terminando por volta das 5h00, com o DJ set dos consagrados Stereo Addiction. Os visuais estão – como seria de esperar – entregues às hábeis mãos de um Valise D’Images, a quem desta feita se junta Volumetrik, que nos apresenta o seu projecto de video mapping.

Além dos referidos artistas sonoros, a primeira edição digital da FREIMA LABS — uma compilação intitulada ‘Weather Forecast’ que representa exactamente uma previsão meteorológica do que aí vem – integra ainda talentosos produtores como Deestant Rockers, Infestus, Ludovic, Mirror People, Photonz, Pixel82, Trikk e Voxels.

V.A. – ‘WEATHER REPORT: A PORTUGUESE LOVE STORY’ [FL001]

“FREIMA é o fetiche quotidiano pronto-a-vestir para os Dada da geração rave, sem raisón d’etre aparente senão a pura sublimação ou o fiasco em tempo real: são hordas de impertinentes mosquitos a bombear-te nas veias em frenesi de mini-saia, rebeldes e apaixonados como uma malagueta mentolada num aquário de anchovas.” – Junta-te a nós nesta noite memorável rumo à auto-intoxicação iluminante e ao adultério arisco de aparthotel, e habilita-te ainda a descobrir onde é o after, e a levar para a cama um Mixed CD com as faixas da tua nova compilação preferida.
They can stop the party but they can’t stop the FREIMA.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This