O MEU AMIGO MIKE AO TRABALHO

O documentário que Fernando Lopes realizou com o pintor Michael Biberstein, é esta semana estreado em televisão na RTP2, no mesmo dia em que a mais recente longa-metragem deste cineasta, “Em Câmara Lenta”, chega aos cinemas.Realizado em 2008 e tendo tido sua estreia no festival DOCLISBOA desse ano, o filme fez depois a sua circulação internacional em diversos festivais e foi editado em DVD. Para ver na RTP2, quinta-feira, 8 de Março, às 23H30.

Resultado do encontro único de um dos grandes cineastas portugueses com a arte e a disponibilidade de um notável pintor este é um dos trabalhos maiores na filmografia de mais de cinquenta anos de Fernando Lopes.

«Mike, o meu amigo, é meio suíço, meio americano. É pintor e vive há 30 anos em Portugal, onde ele descobriu a sua Ilha dos Amores. É pois também português.

Na Fonte Santa, entre e o Redondo e o Alandroal tem o seu atelier, um enorme hangar onde fizemos este filme. O seu nome de guerra é Michael Biberstein. Reconhecido internacionalmente, é um pintor presente na Gulbenkian, em Serralves e na Colecção Joe Berardo, no que a Portugal diz respeito, e no estrangeiro no Museu Reina Sofia, em Madrid, o Beaubourg em Paris, no Whitney Museum em Nova York. Para lá dos múltiplos coleccionadores particulares portugueses e estrangeiros.

Decidimos partir para esta aventura numa conversa em casa de amigos comuns.

“Mike, porque é que não fazes um quadro para eu filmar?”. “Porque não?”, respondeu-me o Mike. “Devo dizer-te, no entanto, que se não gostar do quadro não há filme”. “Vamos arriscar, essa é a verdadeira natureza do cinema, e já agora da pintura, não achas?”. Arriscámos, e aqui está o resultado.

O Mike deu-me a ver e a filmar a sua viagem interior na criação de uma pintura. Filmámos pois o silêncio, o seu mistério, e a sua magia.»

Fernando Lopes



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This