POVO INAUGURA ESTA QUINTA-FEIRA

É uma tasca e um bar, com petiscos, espaço para conversas e tertúlias, para residências artísticas e experimentação, é Lisboa num Fado que não se quer triste.

O POVO inaugura esta quinta-feira numa festa conjunta com os outros dois novos espaços do Cais do Sodré, “A casa da velha senhora” e a “Pensão amor”, a partir das 18 horas e até às duas da manhã a festa é de todos. É só aparecer.

O que é o POVO?

O POVO é um novo espaço de Lisboa destinado aos amantes da cidade, das suas culturas, sabores e especiarias.

Inspirado num conceito de tasca portuguesa, o POVO quer-se um ponto de encontro, de tertúlias, à volta de um petisco, de um copo, um espaço de inspiração e criação adaptado aos tempos actuais.

Se a verdadeira alma Lisboeta reside profunda e verdadeiramente no fado, o POVO é também um ponto de contacto com a alma e encanto das tradições desta cidade, trazendo um novo fado ao Cais do Sodré, um dos mais emblemáticos bairros de Lisboa.

No POVO sente-se o destino, o amor, a nostalgia e o pulsar de Lisboa de uma forma que, dificilmente será explicada devendo sim, ser sentida.

Onde fica o POVO?

O POVO situa-se no Cais do Sodré, zona que se encontra numa explosiva fase de crescimento e que se afirma como um dos principais destinos da “movida” Lisboeta. Fica na Rua Nova do Carvalho, uma rua recentemente fechada ao trânsito automóvel e a poucos metros do “Musicbox Lisboa”.

O que come o POVO?

A oferta gastronómica baseia-se no petisco tradicional lisboeta e português, pelo que poderemos encontrar moelas, pataniscas, ovos verdes, peixinhos da horta, salada de polvo ou de orelha, entre outros, num menu que será dinâmico com alterações mensais. A cozinha do POVO é simples, fresca, saborosa e de muita qualidade.

O que faz o POVO?

O POVO é também um espaço de programação e de produção de conteúdos culturais.

A oferta cultural tem por base um conceito de Residência Artística. Um jovem intérprete da área do fado é convidado mensalmente para uma residência no POVO. Aí, para além de desenvolver o seu repertório vai cruzar-se com outros músicos de diferentes áreas daí resultando um trabalho exploratório que é acompanhado pelo público diariamente. O objectivo é descobrir novos talentos e com eles desenvolver um trabalho que possa ser enriquecedor e potenciador de uma carreira profissional.

No final de cada residência cada intérprete é convidado a registar o seu trabalho e é editado um CD ‘POVO’.

O POVO é também um espaço onde serão promovidos encontros, debates, conversas e tertúlias que reflictam a cultura da cidade nas suas diversas vertentes e leituras.

O POVO produz assim uma programação regular e consistente que será guardada para a posteridade através da gravação mensal de um CD, da edição de uma colecção de postais de distribuição gratuita (mensal) e do registo das suas actividades no site do POVO.

O que ouve o POVO?

Em termos de música ambiente e DJ’s o universo a explorar é o das musicas do mundo e de fusão numa perspectiva essencialmente urbana. No POVO ouve-se Fado, Tango, Flamenco, Cumbia, Bossa e, porque não, Jazz de Nova Iorque ou Bollywood de Nova Deli. A selecção musical é universal desde que, com alma e genuína. No POVO a música é popular.

Como funciona o POVO?

O POVO inaugura no dia 17 de Novembro e até ao final do ano terá um horário de funcionamento das 18h às 04h. A partir de Janeiro passará a abrir às 12h . O POVO vai ter o seu dia de descanso semanal à segunda-feira.

Para além do espaço de restauração interior o POVO terá ainda uma esplanada exterior aberta durante todo o período de funcionamento.

…………………..

POVO é o novo projecto da CTL – Cultural Trend Lisbon, empresa que trabalha na área de produção, gestão cultural e entretenimento, responsável entre outros pelo Clube “Musicbox Lisboa”; “Festival Silêncio”; Festival “Jameson Urban Routes”; série documental “Musicbox Club Docs”; Festival “Lisboa, Capital, República, Popular” e editora “Transformadores” e pelo concurso mensal de Poetry Slam, “Slam Lx”.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This