18.º Festival Jazz de Loulé de regresso com direção artística de Mário Laginha

O Festival Internacional de Jazz de Loulé, um dos mais consagrados certames nacionais de jazz, está de regresso nos próximos dias 26, 27 e 28 de julho, sob a direção artística de Mário Laginha. Na sua 18.ª edição o Festival traz até ao reconhecido Cine – Teatro Louletano alguns dos maiores talentos emergentes do panorama jazzístico nacional.

A 18.ª edição do Festival Internacional de Jazz de Loulé arranca dia 26 de julho com a apresentação inédita do quarteto Wakamono, que se reuniu exclusivamente para este Festival a pedido do diretor artístico Mário Laginha. Este momento único, com alguns dos nomes mais proeminentes da nova geração de músicos de jazz portugueses, João Capinha (saxofones), Luís Figueiredo (piano), António Quintino (contrabaixo) e Joel Silva (bateria), terá lugar no Cine – Teatro Louletano às 22h00. Um espetáculo exclusivo para não perder.

Dia 27 sobe ao palco o grupo The Mingus Project. Este quinteto irá apresentar uma estrondosa homenagem a Charles Mingus, um dos mais importantes músicos norte americanos do século XX, figura incontornável do jazz que, mais do que um excelente contrabaixista foi, inegavelmente, um genial compositor. Este espetáculo contará com Dan Hewson no trombone, Ricardo Toscano no saxofone alto, Victor Zamora ao piano, Nelson Cascais no contrabaixo e Vasco Furtado na bateria. Uma atuação que promete surpreender.

O último dia do Festival irá contar com a atuação do quarteto «Motor» liderado pelo reconhecido guitarrista André Fernandes. Este grupo criado propositadamente para integrar parte do álbum “Imaginário”, de 2009, volta agora a reunir-se para apresentar em Loulé, juntamente com o pianista Óscar Graça, composições originais centradas na linguagem do jazz, mas com influências do rock e da música eletrónica. Um espetáculo que irá reunir alguns dos melhores nomes do Jazz português e que encerrará da melhor forma esta 18.ª edição.

Pelo segundo ano consecutivo o Festival de Jazz de Loulé conta com a imprescindível colaboração de Mário Laginha enquanto diretor artístico. No ano em que atinge a maioridade, celebrando 18 anos de existência, a Casa da Cultura de Loulé quer dar provas que a crise não abala a vontade, nem o esforço e muitos menos os talentos culturais do País. A vontade de apresentar um festival de Jazz repleto de qualidade, lutando para combater a crise instalada é o objetivo da organização.

A 18.ª edição do Festival irá decorrer no Cine – Teatro Louletano a 26, 27 e 28 de Julho. Todos os espetáculos terão início às 22h00. Os bilhetes encontram-se à venda no Cine – Teatro com o preço de 10€ (dia) e 25€ (três dias), para sócios da Casa da Cultura de Loulé, e 12€ (dia) e 30€ (três dias), para o público geral.

AGENDA

Quinta-feira, 26 de julho
WAKAMONO
22.00 Horas
Cine – Teatro Louletano
Loulé

Sexta-feira, 27 de julho
THE MINGUS PROJECT
22.00 Horas
Cine – Teatro Louletano
Loulé

Sábado, 28 de julho
MOTOR – ANDRÉ FERNANDES
22.00 Horas
Cine – Teatro Louletano
Loulé



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This