rdb_20dezembro_thumb

Convites duplos – “A 20 de Novembro” – Teatro da Politécnica

Para além de Lisboa, quais as cidades onde vai ser possível assistir à peça “A 20 de Novembro”?



5 CONVITES DUPLOS POR DIA PARA A PEÇA “A 20 DE NOVEMBRO” DIA 23 DE NOVEMBRO (SÁBADO) E 5 DE DEZEMBRO (5ªFEIRA) 19:00 NO TEATRO DA POLITÉCNICA




Sobre

A 20 de Novembro de 2006, na cidade alemã de Emsdetten, Sebastian Bosse, um jovem rapaz de 18 anos vestido de preto e equipado de uma máscara de gás, faca, cinturão de explosivos, espingarda de cano serrado e pistola, entra no seu antigo liceu, abre fogo sobre alunos e professores e fere 30 pessoas antes de se suicidar. Na esperança de ser ouvido, tinha deixado uns dias antes o seu diário na Internet onde descreve as suas frustrações na escola, as humilhações constantes de que foi vitima pelos colegas e a sua incapacidade em fazer amigos. Este será o seu último dia numa escola que, como ele nos diz, lhe ensinou que era um perdedor.

A partir deste diário deixado pelo adolescente, Lars Norén transpõe o texto para a sua escrita dramatúrgica e escreve um monólogo onde a poesia se mistura com a narração violenta e clínica de um massacre e de um suicídio programados. Texto intenso, concreto, realista e trágico onde a memória passa como sombras na consciência, A 20 de Novembro é uma chamada de socorro mas a ajuda não chega a tempo. É um requisitório que descreve uma sociedade que esmaga os seus indivíduos mais fracos. O texto ultrapassa o fait-divers para expor o mecanismo de humilhação, a confusão de valores, o fascínio pela guerra e pelas armas, o sentimento de exclusão e desprezo vividos pelo jovem. As palavras do jovem Sebastian Bosse, reduzidas à sua expressão mais simples, são singulares e excessivas. As referências à cultura juvenil e global dos jogos vídeo e a interpretação crítica da sociedade ocidental encontram necessidade de um público mais vasto, de um público que se encontra para além das fronteiras da sua língua original impelindo-o por vezes a falar em inglês, a linguagem global, para que o mundo inteiro o compreenda. As interpelações constantes ao público, o seu diálogo com ele (num teatro de proximidade, de intervenção) tornam os espectadores testemunhas ou cúmplices desta terrível aventura pela qual ninguém pode ficar indiferente.

Porque ninguém está inocente.

Francis Seleck

A 20 DE NOVEMBRO de Lars Norén // Traducão Francis Seleck // Com João Pedro Mamede // Direcção Francis Seleck // Produção Cena Múltipla/Associação Cultural O Mundo do Espectáculo // Apoio Câmara Municipal de Almada // Agradecimentos Catarina Pé Curto e André Pais // M16

No Porto, Teatro Helena Sá Costa, 25 e 26 de Outubro às 21h30
Em Coimbra, Teatrão/OMT, 31 de Outubro e 1 de Novembro às 21h30
Em Sintra, Casa de Teatro de Sintra – Chão d’Oliva, 2 de Novembro* às 21h30
Em Caldas da Rainha, CCC, 9 de Novembro às 21h30
Em Setúbal, Espaço FonteNova, 14 a 17 de Novembro às 21h30
Em Lisboa, Teatro da Politécnica, 19 de Novembro a 7 de Dezembro
3ª e 4ª às 21h00 | 5ª e 6ª às 19h00 | sáb às 19h00
Em Abrantes, Grupo de Teatro Palha de Abrantes, 14 de Dezembro às 21h00 e 15 de Dezembro às 15h00

Regras:

– Os vencedores devem levantar os convites na bilheteira até às 18:30.
– O levantamento deve ser efectuado pelo próprio vencedor, o prémio é pessoal e intransmissível
– Devem enviar-nos os seguintes dados: Nome. Dia preferido e BI (para além da resposta)

Se tiveres problemas a participar no passatempo elimina os cookies e o histórico de navegação do teu browser e tenta de novo fazer o login. Se não funcionar envia a tua participação para passatempos@ruadebaixo.com. Indica no e-mail o teu username.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This