rdb_salomeluz_thumb

Convites – “Salomé Perdeu a Luz”, de Costanza Givone – Negócio / ZDB

Em que pais nasceu Costanza Givone?



CONVITES DUPLOS PARA “SALOMÉ PERDEU A LUZ”. CRIAÇÃO/INTERPRETAÇÃO: CONSTANZA GIVONE // CENÁRIO E DESENHO DE LUZ: SAMUELE MARIOTTI

UM CONVITE DUPLO POR DIA (23 E 24 DE MARÇO), 21:30 NO NEGÓCIO / ZDB – BAIRRO ALTO – LISBOA

Envia NOME, BI, RESPOSTA e DIA desejado

SOBRE

ZDB colabora pela primeira vez com Costanza Givone, acolhendo no NEGÓCIO uma residência de criação e apresentação do seu projecto Salomé perdeu a luz.

Um trabalho sobre a dificuldade de reconhecer a própria identidade, sobre o conflito entre ser e parecer, inspirado na historia de Salomé.

A água pinga, o ar sopra, não é interior nem exterior, é o esqueleto dum espaço, uma mulher encontra-se consigo mesma. Um antigo jogo de xadrez revela-lhe a história duma rapariga de barro: uma princesa de formas perfeitas chamada Salomé. Todos os homens que a viam apaixonavam-se de imediato pela sua misteriosa beleza, a mulher de barro encarnava o sonho de cada homem, a sua matéria moldável transformava-se segundo os desejos de quem encontrava. Cada um podia desenhar nela o objecto do seu desejo, cada um amava, não Salomé mas o sonho que nela esculpia, e assim, Salomé transformava-se para os outros e já não sabia quem era. Convencia-se de ser uma grande mulher, cheia de poder, sem se aperceber de que era só uma boneca de barro que as pessoas a seu redor usavam e manipulavam. Até que um dia viu a sua verdadeira imagem nos olhos do único homem que não a desejava, Giovanni Battista, o profeta. Aí viu o pedaço de barro que ela era e perdeu a cabeça….

Costanza Givone

Nasceu na Alemanha, cresceu em Itália e vive desde há três anos em Portugal. Interessa-se pelo encontro entre as artes, procura este encontro na sua formação e no trabalho. São pessoas marcantes no seu percurso artístico os mestres N.Karpov (biomecânica teatral), Virgilio Sieni, Simona Bucci (dança contemporânea), Sofia Neuparth, Ainhoa Vidal, Peter Michael Dietz (trabalho de corpo), Vera Mantero (composição), Thanya Kabarova e Alexej Merkushev da companhia Derevo (visual theatre), Gey Pin Ang (Grotowsky centre), Gabriella Bartolomei (voz).

Considera de grande importância para a sua formação o trabalho como intérprete e co-criadora com a companhia Zaches Teatro (Itália) e com as coreógrafas Madalena Victorino e Aldara Bizarro (Portugal)..

Samuele Mariotti

A paixão pela luz começou cedo e levou-o a estudar electrotécnica e mais tarde (quando a paixão pela luz se uniu à paixão pelo teatro) a frequentar o curso profissional de técnico de luz (Cittá delTeatro, Cascina). Depois colaborou com “Jack end Joe theatre”, através de quem teve a possibilidade de trabalhar com companhias internacionais como Akhé e Derevo (Rússia). Foi co-fundador e colaborador durante três anos da companhia Zaches Teatro. Nos últimos anos trabalhou como técnico em teatros italianos e em festivais internacionais: World performing art festival (Lahore, Pakistan), Man.in.Fest Festival (Cluj Napoca Romania), Ekaterimburg (Rússia).

Negócio
Rua de o Século nº9 porta 5, Lisboa
Sexta e Sábado, dias 23 e 24 de Março às 21.30
Entrada: 7,5 € | Estudantes em grupo 5€

Entrada: 7,5 € Estudantes em grupo 5€
reservas@zedosbois.org | tel: 213430502



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This