image

LUIS BUCHINHO abre loja na Foz do Douro no Porto

LUIS BUCHINHO elegeu a zona nobre da cidade para abrir a sua segunda loja do Porto. Situa-se em frente ao Forte de São João da Foz, na união da Rua da Sra. da Luz com a Rua Esplanada do Castelo. Neste novo projeto LUIS BUCHINHO concebido pelo artista plástico ARMANDO FERRAZ, foram tidos em conta vários aspetos que são fundamentais para a imagem da marca tais como uma vertente clássica ligada a valores intemporais, refletida no uso de materiais nobres – madeira, pele, vidro e espelho – trabalhados numa perspetiva ultra moderna de contornos minimais.

A continuidade da linguagem iniciada no projeto da loja da Baixa do Porto, é visível na dimensão longitudinal da planta, na disposição de todos os materiais de apoio – varões, banco e balcão – e também na escolha cromática de todos estes elementos. A paleta de tons neutros e suaves vai de encontro direto a um ambiente delicado e feminino, não esquecendo o lado pragmático e urbano da cliente LUIS BUCHINHO.

A entrada neste espaço é feita através de uma caixa preta onde está situada a montra da loja. Mais uma vez foi afirmada a vertente citadina e a proximidade ao público. A principal intenção de ter sempre as coleções em grande protagonismo materializou-se na escolha de quatro feixes de luz que também realçam a perspetiva do espaço.

Na área do balcão/vitrina de cobre, temos outro elemento de eleição no universo da marca – os plissados – que rematam em forma “harmónica “ a zona dos provadores e do armazém. O efeito cromático é uma combinação inusitada de cores e texturas visuais, resultado esse que acompanha na perfeição as diferentes temáticas deste criador nacional.

A decisão de terminar o fundo da loja com um espelho reflete não só o desejo já referido de reutilizar aspetos semelhantes ao espaço na Baixa do Porto, bem como trazer o mar ao interior da loja, elemento sempre presente no imaginário LUÍS BUCHINHO.

 

COLEÇÃO:

Presente neste novo espaço está a coleção com influências no universo greco-romano, desconstruído e revisto segundo uma perspetiva tropical. Algodões leves, gazes em linho, cupro, sedas, lantejoulas, jerseys em seda, nas cores branco, pérola, pele, rosa claro, amarelo coral e preto. Os drapeados pontuam toda a coleção, contornando a silhueta de modo envolvente e feminino.

O longo e o curto coexistem, em vestidos e saias ora fluídos, ora estruturados. Casacos com cintura bem marcada e calças de inspiração masculina, também drapeadas, reforçam o lado mais casual e citadino da coleção. Como detalhes LUIS BUCHINHO propõe cordões localizados, galões em contraste, pormenores em corda, macramés e crochet.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This