Rentrée editorial

Grupo BertrandCírculo

Setembro é um dos meses mais profícuos no que toca à apresentação de novidades literárias. E, como habitualmente, o grupo BertrandCírculo aposta em muitos e diversificados títulos que prometem satisfazer os leitores mais exigentes. Ao todo são mais de 80 livros que chegarão aos escaparates até ao final do ano, divididos pelas chancelas Bertrand, Quetzal, Temas e Debates, Círculo de Leitores, Contraponto, Pergaminho, ArtePlural, GestãoPlus, Verso de Kapa e 11×17. A apresentação teve lugar no inspirador ambiente do Hotel Olissippo Lapa Palace, em Lisboa, no dia 3 de setembro e estes são alguns dos destaques.

Pela editora Bertrand, já em setembro, os fãs de Frederick Forsyth podem deliciar-se com A Raposa, um thriller atual que se centra num jovem hacker que vai provocar um tumulto mundial entre os mestres da espionagem eletrónica. Este mês marca ainda a edição de Lisboa, Chão Sagrado, romance de estreia de Ana Bárbara Pedrosa na editora. Em outubro chegará uma nova edição de Kane e Abel, um dos livros mais marcantes da carreira de Jeffrey Archer, definido como um clássico da Literatura Moderna. Trata-se do início de uma trilogia que se centra na história de dois homens pertencentes a duas classes sociais diferentes, que travarão uma luta desmedida ao longo da vida. Já dentro da área infanto-juvenil, assinala-se o regresso de Mortina, a divertida menina zombie, personagem nascida da mente de Barbara Cantini que apresenta agora Mortina e o Primo Odioso. Novembro marcará o regresso de Stephen King, desta vez a quatro mãos pois Belas Adormecidas foi escrito em conjunto com Owen King, seu filho.  Outro livro em destaque é O Corpo. Um Guia para Ocupantes, uma espécie de biografia “não autorizada” de Bill Bryson e que é sinónimo de uma investigação sobre o funcionamento do corpo humano.

Da 11×17, espera-se a edição de clássicos de autores internacionais. Em setembro, serão publicados Sensibilidade e Bom Senso, de Jane Austen, e Vender é Humano, de Daniel Pink. Em outubro, chegarão às livrarias Maturidade, de Osho, A Sexta Extinção, de James Rollins e E a Música Continua, de Mary Higgins Clark. Para novembro as novidades são Sr. Mercedes, de Stephen King; e Cuidado com o que Desejas, de Jeffrey Archer.

A Pergaminho abre a rentrée literária com SOS Memória, do neurologista Daniel G. Amen, um livro que revela o que pode e deve ser feito para combater a perda de memória. Em outubro, será publicado Happy Money que revela a arte japonesa de ter dinheiro e felicidade. A autoria é de Ken Honda.

Para a Arteplural setembro é mês para apresentar Segredos 2020, agenda de Paulo Coelho que compila algumas das melhores frases do autor ao longo de páginas. No mês seguinte, chegará Um Bolo por Semana, de Rita Nascimento, livro que partilha 52 receitas da chef de pastelaria conhecida por La Dolce Rita.

Por seu lado, um dos maiores destaques da GestãoPlus é A Técnica Pomodoro, de Francesco Cirillo, um guia que apresenta um sistema simples para fazer mais em menos tempo. Segundo o autor, a estratégia passa pela programação de tarefas em determinado período de tempo.

A Temas e Debates estreia-se com Diderot e a Arte de Pensar Livremente, de Andrew S. Curran, uma biografia que refere, entre outros episódios, o relacionamento tormentoso de Diderot com Rousseau, a sua curiosa correspondência com Voltaire, seus devaneios amorosos ou as suas opiniões sobre arte, teatro, moral, política e religião. Em outubro, chega Como se Renovam as Nações, de Jared Diamond, livro que revela os fatores que influenciam a maneira como tanto as nações como os indivíduos reagem aos grandes desafios. Para novembro as novidades são À Mesa com os Filósofos, de Normand Baillargeon, e Uma História da Bíblia, de John Barton. Se o primeiro é dedicado às inúmeras ligações entre a comida e a filosofia, o segundo versa sobre o Livro e as suas fés e que leva o seu autor a decifrar o processo pelo qual alguns dos textos, considerados sagrados, se tornaram canónicos e foram incluídos na Bíblia, ao contrário de outros.

O Círculo de Leitores inicia setembro com A Mitologia Explicada pela Pintura, de Gérard Denizeau, livro que se concentra nos mitos, heróis e lendas que têm sido fonte de inspiração de artistas, em particular no domínio da pintura e funciona como uma visita guiada por obras de Goya, Ingres, Klimt, Botticelli, Turner, Moreau, Zurbarán ou Watteau. Em novembro, estará disponível Heróis e Lendas Explicados pela Pintura, do mesmo autor. Nesta obra descobrem-se os heróis lendários através das grandes obras-primas. Trata-se de uma seleção de cinquenta obras de arte – cujo conteúdo é contextualizado e decifrado – que transporta os leitores numa longa viagem no rasto dos heróis lendários: da Europa céltica, nórdica e greco-romana às Escrituras sagradas, das imensidões da Ásia às da África, das parábolas ameríndias aos mitos aborígenes. Ambas as edições têm “selo” Larousse.  

Setembro será mês para a Quetzal Editores lançar O Terrorista Elegante, escrito a quatro mãos, entre José Eduardo Agualusa e Mia Couto que dividem três novelas curtas que misturam humor e suspense, e O Beco da Liberdade, novo romance de Álvaro Laborinho Lúcio, que gira torno do caso de um homicídio perpetrado e punido há cinquenta anos numa pacata vila do Norte Interior e que gira em torno da conversa entre o juiz e um jornalista que acompanhou o processo levá-los-á ao mais profundo da condição humana. Em outubro, será editado O Amigo do Deserto, um livro sobre o silêncio e a contemplação e a busca do absoluto. De autoria de Pablo d’Ors, centra-se na história de Pavel e insere-se na tradição do Siddharta, de Hermann Hesse, ou de Os Olhos do Irmão Eterno, de Stefan Zweig. Ainda neste mês, chagará às livrarias Uma Beleza Que Nos Pertence (Aforismos), de José Tolentino Mendonça. Entre as novidades de novembro, a Quetzal anuncia o segundo tomo do IV volume da Bíblia, uma tradução de Frederico Lourenço, As Irmãs Soong: A Mais Velha, a Mais Nova, a Vermelha, de Jung Chang, O Rapazinho, de Lawrence Ferlinghetti e ainda uma nova edição de O Papagaio de Flaubert, de Julian Barnes.

Também a Contraponto anuncia um regresso em grande. Já este mês, Trazer ao Mundo, da jornalista Rita Silva Freire, que inclui histórias reais e informações úteis sobre os vários tipos de partos, colmatando uma lacuna de mercado, é uma das apostas da chancela, assim como o segundo título da coleção de Biografias de Grandes Figuras da Cultura Portuguesa Contemporânea: A Morte Não É Prioritária – Biografia de Manoel de Oliveira, da autoria de Paulo José Miranda. Outubro, será mês para o lançamento de A Realidade não é o Que Parece, do físico Carlo Rovelli, com prefácio de Afonso Cruz, livro que permite perceber de que forma a ideia de realidade evoluiu ao longo do tempo. Para novembro está agendado o regresso de Júlio Machado Vaz com À Escuta dos Amantes. Para os amantes do chamado “desporto-rei”, Luís Freitas Lobo apresenta O Futebol Com Que Eu Sonhei, um livro para quem ama verdadeiramente o futebol e para todos os que trabalham, vivem ou sentem o jogo.

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This