Solo, de Abdullah Ibrahim – Jazz na Culturgest

Abdullah Ibrahim nasceu na Cidade do Cabo, África do Sul, em 1934. Começou a tocar piano aos 7 anos, mas é num grupo vocal que, com 15 anos, inicia a sua carreira de músico profissional. Em 1960/61, como pianista, formou a primeira banda relevante de jazz na África do Sul, Jazz Epistles, que grava dois discos ainda no seu país. Em 1962 muda-se para a Europa usando o nome Dollar Brand.

Duke Ellington ouve-o tocar em 1963 num clube em Zurique, convida-o para gravar um disco no seu estúdio em Paris, Duke Ellington Presents The Dollar Brand Trio e lança-o na Europa e nos Estados Unidos. Dollar Brand tocou então em todos os festivais europeus de renome e nos melhores clubes de jazz do velho continente e em 1966, sempre sob o patrocínio de Ellington, vai para os EUA onde se apresenta com o seu trio no Festival de Newport, no Lincoln Centre, no Carnegie Hall ou no MoMa. Durante a sua estadia na América tocou com músicos como John Coltrane, Ornette Coleman, Don Cherry, Sunny Murray. Converte-se ao islamismo em 1968, mudando o nome para Abdullah Ibrahim. Gravou muitas dezenas de discos, deu centenas de concertos por todo o mundo, a solo ou com diversas formações, incluindo orquestras sinfónicas. É um dos grande nomes do jazz dos nosso dias. A sua música, de um lirismo quase místico, estabelece uma relação orgânica entre o jazz americano e as suas raízes africanas.

O último CD a solo que gravou, Senzo (2008), recebeu rasgados e merecidos elogios da crítica. É um disco de uma grande beleza, de uma serenidade e simplicidade que revelam uma profunda sabedoria e uma intensa vida espiritual.

17 de Setembro · 21h30

Grande Auditório

Preço: 20 Euros; até aos 30 anos: 5 Euros



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This