APRESENTAÇÃO PÚBLICA DO FATAL 2011

O FATAL apresenta-se ao público no dia 11 de Maio, às 15h00 no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa, numa festa que abre com a homenagem ao mítico encenador Adolfo Gutkin e termina com breves apresentações dos espectáculos dos grupos de teatro universitário presentes no festival.

Com criatividade, pensamento e experimentação, o FATAL traz ao palco, ao longo de duas semanas, as peças e performances dos grupos universitários nacionais e internacionais. O trabalho de encenadores emergentes como Joana Craveiro (NNT), Ávila Costa (GTL), Nuno Pinto Custódio (TEUC) e Adriana Aboim (GTN) espelha-se nesta festa que pertence aos estudantes, à universidade e ao teatro.

Adolfo Gutkin nasceu na Argentina e veio para Portugal no final dos anos 60, onde trabalhou com o Grupo Cénico de Direito, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Encenador, actor, professor e dramaturgo, foi perseguido e expulso pela PIDE/DGS, regressando nosso país apenas em 1980. A partir dessa data, foi professor na Fundação Calouste Gulbenkian, colaborou com o Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra e até hoje tem contribuído de forma inigualável para o teatro universitário português.

“Num grupo de teatro, com os seus ódios e amores, reproduzem-se «laboratorialmente» todas as coisas que existem na sociedade que o tornam possível. Recolhe os condicionalismos da sua época, elabora-os, transforma-os em poesia e expõe-nos.” Adolfo Gutkin.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This