Concurso oferece 6.000,00 euros em prémios ipvd jovens talentos desperta a consciência juvenil para o empreendedorismo

O Instituto Português de Venda Direta (IPVD) promove pela primeira vez um concurso nacional dirigido a todos os estudantes do ensino secundário, do 10º ao 12º ano, e do ensino técnico-profissional, que tem inicio hoje, em todo o país. A iniciativa intitulada ipvd jovens talentos decorre até ao final do ano e pretende estimular o espírito empreendedor e criativo desta comunidade. É um projeto pedagógico, sem qualquer fim lucrativo, que vai decorrer em todas as escolas secundárias nacionais.

O concurso arranca oficialmente com ações de sampling nas escolas, com distribuição de material informativo e brindes no âmbito do concurso e, terá o apoio e animação das equipas Forum Estudante.

Neste concurso serão atribuídos três prémios aos três melhores trabalhos, dos quais o primeiro terá o valor de 3.000,00 euros, o segundo prémio, o valor de 2.000,00 euros e o terceiro, o valor de 1.000,00 euros.

A inscrição no concurso é gratuita e para participar será apenas necessário preencher a ficha de candidatura e enviar juntamente com o trabalho editado eletronicamente para concurso@ipvd.pt. Os estudantes terão que apresentar um trabalho onde foquem essencialmente as vantagens no sistema de venda direta, assim como os principais produtos e serviços à venda neste canal de distribuição, em Portugal.

“O ipvd jovens talentos pretende essencialmente alertar os jovens para começarem a pensar no seu futuro e na hipótese real de terem um apoio monetário alternativo, sem estarem dependentes de uma entidade empregadora. Para além de terem a possibilidade de ganhar até 3.000 euros neste concurso, para realizarem os seus desejos a curto prazo, é também um convite para conhecerem as vantagens deste canal de distribuição, que está a crescer cada vez mais em Portugal” – declara Gertrudes Soares, presidente do Instituto Português de Venda Direta.

Esta iniciativa pretende sensibilizar os jovens para a importância da criação do próprio emprego, uma tendência que está a crescer em Portugal, principalmente junto das faixas etárias mais novas. A possibilidade de conciliar a vida familiar e social, com as atividades de lazer e a carreira profissional, é uma opção que tem atraído muitos adolescentes e jovens adultos, que apresentam atualmente uma atitude muito positiva perante o empreendedorismo.

“O IPVD pretendia há algum tempo aproximar-se dos estudantes e desenvolver um projeto de âmbito nacional com esta dimensão. Este concurso é importante para abolir preconceitos e para a comunidade mais jovem perceber que a venda direta oferece inúmeras vantagens, quer a nível profissional e económico, como familiar” afirma Luís Nandin de Carvalho, provedor de cliente do IPVD, acrescentando: “Ter o apoio de reconhecidas entidades governamentais como a Secretaria de Estado da Administração Local, a Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, assim como da Associação Nacional de Municípios Portugueses, é para o instituto motivo de grande orgulho e garantia de reconhecimento e credibilidade da nossa missão e da atividade comercial dos nossos membros”.

Os estudantes poderão participar até ao dia 31 de dezembro de 2012, sendo os dez trabalhos finalistas divulgados no final de março de 2013. A listagem será comunicada no site oficial do IPVD e na página de Facebook criada para o concurso: ipvd jovens talentos.

A cerimónia oficial de entrega de prémios está agendada para 15 de abril de 2013, em local a comunicar oportunamente. Para informações adicionais e consulta do regulamento do concurso, consulte o site do IPVD em www.ipvd.pt e a página de Facebook da iniciativa em http://www.facebook.com/ipvdjovenstalentos, a partir do próximo dia 15 de outubro.

Sobre o IPVD

O Instituto Português de Venda Direta, impulsionador do concurso nacional “ipvd jovens talentos”, foi criado em 2001 com o objetivo de unir as empresas de venda direta que operam em Portugal, de forma a promover elevadas normas na prática comercial deste canal de distribuição e, na proteção do consumidor.

O instituto tem como missão clarificar compromissos comerciais realizados entre os agentes de venda direta e os consumidores, através da formação profissional dos agentes, do código de ética do seu trabalho e do provedor do cliente/ consumidor.

O IPVD é uma instituição sem fins lucrativos, como tal, os seus colaboradores são membros das empresas pertencentes ao instituto e os seus órgãos sociais são eleitos de acordo com os seus estatutos. Presentemente, a direção do Instituto Português de Venda Direta é constituída pela Herbalife, pela Avon e pela MaryKay. Para além destas três empresas, os restantes membros do IPVD, são a Amway, a Oriflame e a LR Health & Beauty Systems.

O Instituto Português de Venda Direta é igualmente membro da Federação Europeia de Associações de Venda Direta (SELDIA), assim como da Federação Mundial de Associações de Venda Direta (WFDSA).

Mais informações em www.ipvd.pt.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This