rdb_derivaZDB_th

Convites – “Drifting / Em Deriva”, de António Pedro Lopes e Gustavo Ciríaco – Negócio / ZDB

Qual a nacionalidade dos artistas/mentores deste projecto?



CONVITES DUPLOS PARA A “DRIFTING / EM DERIVA” DE ANTÓNIO PEDRO LOPES E GUSTAVO CIRÍACO

UM CONVITE DUPLO POR DIA (27, 28 e 29 DE JANEIRO), 21:30 NO NEGÓCIO / ZDB – BAIRRO ALTO – LISBOA

Envia NOME, BI, RESPOSTA e DIA desejado

SOBRE

Drifting / Em Deriva é uma proposta de colaboração entre os artistas Gustavo Ciríaco (Brasil) & António Pedro Lopes (Portugal). Este projecto contextual leva os artistas a diferentes cidades para mapear os afectos que correm nesses lugares, através de vários tipos de encontro. Numa primeira instância, o encontro das suas histórias num contexto deslocado, depois o encontro com cada cidade como paisagem urbana, e finalmente o encontro com os seus habitantes, as personagens que encontram na deriva e que alimentam o processo criativo. Seguindo uma lógica episódica, cada cidade é um novo capítulo neste exercício viajante que cria pontes entre pessoas e lugares.

DRIFTING | Em Deriva -Lisboa será o 4º episódio numa série de incursões por cidades do mundo. Ainda em 2011, DRIFTING|EM DERIVA transformou-se num espectáculo, depois de uma residência de um mês em São Paulo. O episódio lisboeta faz uma convocatória pública a interessados em dança, performance e arte contextual, que tenham mais 16 anos para participarem num laboratório de criação com apresentações no Negócio no final de Janeiro de 2012. O laboratório de criação propõe experiências de deriva pela cidade, passeios, efeitos de corrente, cadavre exquis, telefones estragados, estranhas coincidências, colecções de histórias, corpos-exposição, blind dates, discos, danças, casamentos, correntes de ar, apartamentos, pretos no branco, lugares de passagem e espaços de memória.

Drifting / Em Deriva inspira-se numa história de Cidades Invisíveis de Italo Calvino, onde se descreve uma vila que exibe linhas de diferentes cores ligando os seus habitantes. Cada uma dessas linhas representa os afectos que correm através daquela comunidade. Um laço de amor, por exemplo, aparece em vermelho indo de uma janela à outra, de um amante para outro. Assim, amizades, laços familiares, relações profissionais, mas também relações de distância, empatia, repulsa ou medo se tornam visíveis através dessas linhas que cruzam a cidade. Cada tipologia de relação é categorizada e sinalizada por uma linha com uma cor específica. As linhas dão forma a uma rede invisível de afectos, histórias e vidas partilhadas, ao atravessar os espaços físicos que as pessoas habitam na cidade.

O projecto foi iniciado em dois momentos de experimentação no ano 2010. Em Maio, programado pelo Programa MESA-PALCO da Casa França- Brasil, Rio de Janeiro depois de uma semana de residência. Em Julho, António Pedro Lopes e Gustavo Ciríaco receberam o prémio de Residência a Artistas e Projectos Emergentes Internacionais no Bamboo Curtain Studio International, em Taipei, Taiwan. Depois de um mês de residência, os artistas criaram num espaço de uma galeria, uma exposição composta por um percurso que atravessava uma colecção de textos, fotografias, vídeos, objectos e um jogo interactivo. Os visitantes eram convidados a emergir numa experiência pluridisciplinar, num autêntico “caderno de notas” à escala de uma sala que privilegiava as diferentes dimensões do encontro que caracterizam Em Deriva.

A experiência do contexto magnífica a realidade como um recreio de exploração já criado, sobre o qual é necessário actuar, intervir e observar. Para a criação de Em Deriva, decidimos começar por escolher alguém num determinado bairro, um homem ou uma mulher; um primeiro encontro, a base e início para uma série de encontros que seguirão. As condições que determinam a escolha desse encontro definem-se por uma observação cuidadosa de cada contexto. A presença material do sujeito no espaço público ensinou-nos em experiências anteriores a desenhar estratégias específicas a cada contexto. (…)

Negócio
Rua de o Século nº9 porta 5, Lisboa
De 2 a 25 de Janeiro – Residência de criação
Dias 26, 27, 28 e 29 de Janeiro, todos os dias às 21:30 – Apresentações
A Bilheteira do NEGÓCIO abre 30m antes do início das apresentações.

Entrada: 7,5 € Estudantes em grupo 5€
reservas@zedosbois.org | tel: 213430502

Para participar não utilize a caixa em baixo. Participe enviando NOME, BI, CIDADE, LINK DO PASSATEMPO e RESPOSTA para passatempos@ruadebaixo.com



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This