Festival Walk&Talk Azores 2013

Festival Walk&Talk Azores 2013

Walk&Talk em contagem decrescente para a receção de 60 criadores

O Walk&Talk – Festival Internacional de Arte Pública dos Açores, entrou em contagem decrescente para a abertura da terceira edição e acaba de anunciar o seu cartaz, onde reúne mais de 60 criadores de 10 nacionalidades. Artistas plásticos, designers, arquitetos, realizadores, performers, entre os quais nomes consagrados da cena contemporânea, coletivos, novos talentos locais e nacionais, serão os protagonistas do festival que continua a enriquecer a cultura e a paisagem açorianas.

Com abertura marcada para o próximo dia 12 de julho, o Festival Walk&Talk dinamiza um roteiro de intervenções artísticas ao vivo que podem ser apreciadas por todos nas ruas, praças e jardins da ilha, conjugado com uma exposição coletiva, concertos, performances, cinema, entre outros encontros temáticos, em curso até 27 de julho, na Galeria Walk&Talk e noutros espaços culturais de Ponta Delgada. Na sua edição de 2013 o festival quer ampliar a coleção de obras inéditas do Museu de Arte Pública de São Miguel e agitar a ilha com um programa alargado de atividades culturais, protagonizado por mais de 60 criadores de 10 nacionalidades.

 

CIRCUITO DE ARTE PÚBLICA:

Alexandre Farto aka Vhils (PT); Bordalo II (PT); Clemens Behr (DE); Cyrcle (US); Draw (PT); Drifting: António Pedro Lopes (PT) e Gustavo Ciríaco (BR); Diana Coelho (PT); Duarte Santo (PT); Eltono (FR); Enredo: Sofia Travassos (PT), Ana Maria Trabulo (PT) e Cameron Norhrop (US); Giacomo Mezzadri (IT); João Pedro Vale (PT) e Nuno Alexandre Ferreira (PT); Lucy Mclaughlan (UK); Min (PT); Nespoon (PL); Nuno Pimenta (PT); Paulo Arraiano (PT); Pelucas (ES); Sala 2: Arquitectos (PT) + HDG Açores (PT); Sofia de Medeiros (PT); Stephen Hurrell (UK); Xavier Almeida (PT); 37.25: NAP (PT), Víctor Hugo Pontes (PT) e Marco Da Silva Ferreira (PT).

 

EXPOSIÇÃO COLETIVA:

Ana Biscaia (PT); Bárbara Fonte (PT); Beatriz Brum (PT); Carolina Brito (PT); Carolina Medeiros (PT); David Penela (PT); Eime (PT); Emmanuel Lafont (ES); Gabriel Garcia (PT); Guilherme Kramer (BR); Inês Moura (PT); Ivo Hoogveld (NL); João Saramago (PT); José Carvalho (PT); Laro Vilas Boas (PT); Maria Herreros (ES); Mariana Baldaia (PT); Mariana Miserável (PT); Marta Monteiro (PT); Neves Estrela (PT); Nuno Gonçalves (PT); Nuno Marques da Silva (PT); Patricia Geraldes (PT); Padure (PT); Pedro Batista (PT); Planeta Tangerina (PT); Prozak (BR); Sérgio Almeida (PT); Severin Gruner (DE); Sílvia Rodrigues (PT); Sofie Caetano (PT); Tamara Alves (PT); Vítor Duenas Raposo (PT); Yara Kono (PT).

 

O Festival Walk&Talk reforça o seu caráter singular com um cartaz eclético e transdisciplinar que aposta no modelo de residência artística, para impulsionar o turismo criativo e a cocriação. Entre criadores e coletivos açorianos, portugueses e estrangeiros, nomes consagrados como Clemens Behr, João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira, Eltono e Alexandre Farto aka Vhils, o embaixador oficial do evento, cruzam-se com novos talentos e com os vencedores do “Last Minut Call”, o passatempo que, em parceria com a SATA, seleciona dois projetos artísticos para serem apresentados no Festival Walk&Talk. Nesta edição foram submetidas 87 candidaturas ao passatempo “Last Minut Call”, os projetos “Merry-go-round” de Nuno Pimenta e “Estendal” de Xavier Almeida são os eleitos e os seus autores viajam até ao cartaz do festival, onde poderão participar e apresentar as suas obras.

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This