JULIANNA BARWICK EM PORTUGAL

Julianna Barwick não é uma singer songwriter. A estrutura das suas composições não é estanque. Não se deixa envolver pela camisa de forças que aprisiona ao longo de quatro minutos o formato canção. Raramente incorpora elementos para além da sua própria voz, objecto de constante manipulação, replicando diferentes contextos e texturas emocionais.

Componente determinante no seu trabalho, a forma como Barwick explora o alcance e ressonância das suas vocalizações remonta à sua adolescência, passada no estado do Louisiana, período ao longo do qual integrou inúmeros grupos corais e congregações religiosas. Invariavelmente só em palco, escolhe a companhia de inúmeros pedais de efeitos, laptops, loop stations e sintetizadores, como que recriando um grandioso colectivo de vocalizações que ecoam nas suas memórias.

Ao longo de duas actuações, em Coimbra e Lisboa, Julianna Barwick antecipará o seu próximo álbum, “The Magic Place”, a ser editado pela reconhecida label Asthmatic Kitty. Duas noites especiais e reveladoras de uma das maiores promessas do lado de lá do Atlântico.

O primeiro dos dois concertos será em Coimbra, no dia 11 de Março, na Oficina Municipal do Teatro, deslocando-se no dia seguinte a Lisboa, onde ocupará o palco da Galeria Zé dos Bois, na Rua da Barroca, 59.

Primeira parte no concerto de Coimbra a cargo de Diamond Gloss, projecto do multi-instrumentista português Gonçalo Pereira,o qual percorre os trilhos do pós-rock, pontuado por elementos electrónicos. A sua sonoridade convoca referências como Autechre, Hammock, Sigur Rós, Helios e Múm.

Sunlight, Heaven: Julianna Barwick from Ray Concepcion on Vimeo.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This