Vladislav Delay Quartet

Dias antes de integrar o All Tomorrow’s Parties comissariado pelos Animal Collective, Vladislav Delay faz a estreia do seu quarteto em Portugal no Teatro Maria Matos. Quinta-feira 5 Maio 22h00 Sala Principal – 12€ / Com desconto – 6€.

O segredo de Vladislav Delay tem sido revelado aos poucos. Um segredo apenas para quem ainda não reparou que as magníficas polifonias electrónicas dos seus variadíssimos projectos a solo nascem do facto de Sasu Ripatti, o nome verdadeiro do finlandês Vladislav Delay, ter começado a sua carreira como percussionista. Explode, de 2005, concebido em conjunto com AGF, revelou parte significativa das suas habilidades acústicas; em trio, com Moritz von Oswald e Max Loderbauer, Ripatti assumiu-se finalmente como um esplendoroso percussionista, preenchendo espectros e revelando a mesma noção rítmica que possui quando opera as suas estratégias hipnóticas nas máquinas. Em 2010, Delay activa mais um projecto, integrando Mika Vainio — finlandês, metade Pan Sonic, activista preponderante do design sonoro eléctrico-digital dos últimos 15 anos —, Lucio Capece — argentino, uma referência crescente do saxofone e clarin ete no contexto da improvisação — e Derek Shirley — canadiano, amante praticante do affair entre jazz experimental e o noise. Juntos formam um quarteto imponente, que faz uma revisão do jazz contemporâneo explorando até ao limite os espaços e silêncios que ocupam os seus interstícios sonoros. Dizendo por outras palavras, cumprem uma das muitas visões de Delay sobre a música ambiental



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This