“Class Enemy/Inimigos de Classe” – Teatro Académico Gil Vicente

O encenador Nuno Cardoso regressa ao Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), esta quinta-feira, dia 28 de novembro, às 21h30, com a peça punk “Class Enemy/Inimigos de Classe”, do dramaturgo inglês Nigel Williams. Um retrato, “sem dó nem piedade, a realidade de uma juventude sem futuro e sem qualquer apoio vivendo, num limbo para onde foram atirados por pais e professores, um limbo sem regras sem limites onde a violência é o critério diferenciador das relações.”

Nuno Cardoso, professor de teatro, ator e encenador, iniciou o seu percurso teatral no princípio da década de 90, ao integrar o CITAC – Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra, na altura em que estava a frequentar a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Em 1994, mudou-se para o Porto e fundou, juntamente com outros elementos oriundos do CITAC e sob a influência de Paulo Lisboa, o coletivo Visões Úteis. Em 2001, Nuno Cardoso inicia uma relação de cumplicidade com a Ao Cabo Teatro, e é com a companhia do Porto que estreia, a partir de Bordéus, em abril deste ano, um espetáculo que resulta de uma colaboração com o TNBA – Théâtre National de Bordeaux en Aquitaine, e com a École Supérieure de Théâtre Bordeaux-Aquitaine, e que, é agora apresentado em digressão nacional.

“Class Enemy” narra um dia de aulas num liceu da periferia de uma grande cidade. Numa sala de aulas saída de um aparente cenário de Guerra, seis alunos, acabaram de expulsar uma professora. Enquanto aguardam pela próxima vítima desenvolvem uma narrativa pejada de niilismo e de uma pequena réstia, jamais admitida, de esperança, recusando-se a deixar o local. Para matar o tempo surge a ideia, primeiramente rejeitada, de que cada aluno dará uma aula para os demais. Posta em prática, as aulas abordam distintos assuntos, como sexo e jardinagem, imperialismo e economia doméstica. A esperança e o desespero pontuam os discursos de todos os personagens. Não há solução a curto prazo, todos eles sabem que o mundo é uma surpresa que certamente não será boa. O lugar deles é em lugar nenhum, e a violência — verbal e física — é a única linguagem que parece fazer sentido.

“Class Enemy”, de Nigel Williams, coproduzido com o Théàtre National de Bordeaux en Aquitaine, resulta também de um processo de formação que o encenador Nuno Cardoso tem vindo a desenvolver com aquele teatro e com a sua escola e que tem aqui o seu primeiro resultado em forma de espetáculo.

“Class Enemy” pode ser visto no próximo dia 28, às 21h30, pelo preço de €7 [Normal] e os €3,5 [aplicáveis descontos TAGV]. Espetáculo em francês, legendado em português.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This