Milhões de Festa

6 desculpas para ir ao Milhões de Festa

Não devia ser permitido mas especialmente dedicado aos que incompreensivelmente ainda continuam a apresentar desculpas para não irem ao Milhões (os que já vão já não precisam de ser convencidos a irem), aqui seguem 6 desculpas para irem.

Graveyard

Quando em Setembro do ano passado os suecos anunciaram o seu enterro, anunciando um certo clichê “diferenças entre a banda”, foi como se alguém estivesse andado a distribuir estaladas por aí. Deixaram no ar o balanço que iriam fazer entre o que já fizeram e o que ainda queriam fazer no futuro. Foi uma equação que trouxe o resultado que toda a gente tinha calculado e os fez levantar dos mortos e andar aí a inquietar muita gente, tal como o vão fazer em Barcelos.

Piscina

Inevitável. Mesmo quem, incompreensivelmente, nunca tenha ido a Barcelos naquela altura, sabe que é uma das imagens de marca do festival. Um pequeno aquário cheio de jactos de água, salpicos e insufláveis para quem não fica contente a mergulhar somente na música e gosta de fazer bomba ao som de outra coisa que não o King Africa.

DJ Katapila

Bem sei como pode soar apelativo logo pelo nome, mas e se a isso acrescentar a descrição de ser um DJ vindo do Gana que aos 58 anos traz uma enorme gana de viver e mistura a música tradicional Ga com ritmos de dança electrónicos mais contemporâneos. Com um único disco – Trotro – recuperado recentemente pela Awesome Tapes From Africa, o ganês tem transformado todos os palcos por onde tem passado em estupendas e incendiárias pistas de dança. Faça-se então a sua vontade.

Taina

Comer é sempre uma boa desculpa. Comer bem ainda melhor. Uma longa mesa de relva rodeada de amigos, comida regional, música e vinho em todo o lado é a melhor desculpa para qualquer situação incluíndo o próprio emprego – deveria estar previsto no código de trabalho como ‘Licença para tainar’.

O cartaz

Parece um bocado palerma andar a dar desculpas de artistas e bandas para no fim acabar a referir o resto do cartaz. Mas é verdade que tudo o que vai lá tocar foi escolhido a dedo por pessoas que fazem tudo, todos os dias para trazer a melhor música, de gente que tem verdadeira paixão que o faz. Daí que não precisam de estranhar caso não conheçam uma grande percentagem. Confiem, mas é, que se arriscam a ver aqui a vossa próxima banda favorita.

Milhões de Festa

O Milhões de Festa não vos dá brindes, não vos dá uma hashtag para partilharem os semblantes no Instagram, não vos dá uma bombardeamento de marcas a toda a hora. Em vez disso, dá música. E dá arte por quem mais acredita nela. Não é um festival de música, é uma experiência que não podem ter em mais nenhum lado no mundo, que vos permite passar de bandas do mais negro do metal para a maior festa do afrobeat, do headbanging para os passos de dança frenéticos.

Olhem só o cartaz (quase) completo:

Ah, claro. Os preços também são uma desculpa para irem: 55€ até 2 de Julho e 60€ depois. Por esta cowboyada toda, é uma pechincha.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This