A SERIEDADE DO ANIMAL

Tendo como base a peça “Baal” de Bertold Brecht a “Seriedade do Animal” é uma obra que se dança a três e à boca de cena. “É o texto que define a nossa organização, os nossos movimentos e escolhas, de uma forma muito íntima.” Nas palavras de Marlene Monteiro Freitas, a peça está presente de forma silenciosa ao longo da obra coreográfica já que, num palco surdo, os intérpretes vão sucessivamente representando personagens  da peça, dando corpo tanto a gestos dramáticos quanto a gestos (des)necessários. O espaço cénico é deliberadamente restrito, de modo a melhor expor o mais ínfimo gesto.

Coreografia MARLENE MONTEIRO FREITAS
Em colaboração com ALEXANDER BACZYNSKI-JENKINS | LUÍS GUERRA DE LAOCOI
Cenografia RICARDO JACINTO
Desenho de luz ANATOL WASCHKE

CCB | SALA DE ENSAIO | 13 NOVEMBRO  | 19H



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This