rdb_bigbangculturgest_i1

“Big Bang”, de Philippe Quesne/ Vivarium Studio – Teatro na Culturgest

“Big Bang” é a criação de Philippe Quesne/ Vivarium Studio que se seguiu a L’Effet de Serge e La Mélancolie des Dragons, vistos na Culturgest em 2009. Reencontramos o seu teatro laboratorial que se empenha em modificar as convenções do género e cria um universo de contornos incertos, oscilando entre real e artificial, sonho e matéria. Todo o espetáculo é uma constante metamorfose de cenários e imagens em palco, de teorias imaginárias conduzidas com humor. Ao longo de “Big Bang”, cenários e personagens confundem-se, numa performance que traduz singularmente as fragilidades da humanidade. Cria-se e desenvolve-se uma teoria da evolução que marca as ruturas, as invenções, as extinções, assim como as mais estranhas mutações.

 

 

“Big Bang” é uma epopeia plástica, poética e fantasista, do plâncton ao pós-moderno.

Náufragos planetários em repérage (música de fundo do espetáculo a fricção do lápis no caderno de esquissos), flutuam no espaço sideral, entre o infinitamente grande (a sobrevivência do planeta) e o irrisório. René Solis, Libération

“Big Bang”
De Philippe Quesne/ Vivarium Studio
Espetáculo integrado no alkantara festival
Teatro | sex 25, sáb 26 maio | 21h30
Grande Auditório
Preço: 15€ |Até aos 30 anos: 5€



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This