Clássico da animação de 1973 na próxima sessão do Clube de Cinema

Abril é mês de revolução dos cravos e esse espírito irá reflectir-se na programação do mês do Clube de Cinema de Setúbal. Serão quatro filmes e uma curta-metragem que, à sua maneira, falarão de revoluções, reais ou imaginárias.

Além disso, destacam-se duas sessões especiais. A de dia 4, com a exibição de “75 cl” e a presença do realizador, Gonçalo Nuno de Souza; e a do próprio dia 25, com a presença do realizador José Barahona, para a apresentação da sua curta, “Quem é Ricardo?”.

Os filmes ocorrem todas as quartas-feira, a partir das 22horas, no bar-galeria La Bohéme e têm entrada gratuita.

Programação:

Dia 18 – “O Planeta Selvagem”, de René Laloux

Quem diz que os desenhos-animados são só para crianças? Com “O Planeta Selvagem”, René Laloux venceu o festival de Cannes, em 1973, numa animação surrealista e fabulástica num planeta longínquo, em que os humanóides são os animais de estimação dos gigantes locais, até se revoltarem contra eles. O filme serve ainda de metáfora à ocupação russa na Checoslováquia de então e faz ainda algum eco com a actualidade.

Dia 25 – “Quem é Ricardo?”, de José Barahona (com a presença do realizador) + “Torre Bela”, de Thomas Harlan

Dez dias de tortura do sono nos tempos do marcelismo, ficcionados numa curta angustiante e claustrofóbica, num dos filmes nacionais mais marcantes sobre o Estado Novo.

Realizado pelo alemão Thomas Harlan, “Torre Bela” é um misto de documentário com manifesto panfletário, que narra um dos episódios quentes do PREC: a ocupação pelos trabalhadores da Torre Bela, propriedade do Duque de Lafões no Ribatejo e a maior propriedade murada de Portugal. Apesar de realizado em 1977, a sua versão final só estreou 30 anos depois.”



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This