Programa de curtas portuguesas no Queer Art

Depois de já terem apresentado filmes na competição de curtas deste ano, o cinema de José Gonçalves e de António da Silva faz também parte deste programa, juntamente com Parabéns!, curta de João Pedro Rodrigues apresentada na primeira edição do Queer Lisboa, em 1997.

Em Parabéns!, Rodrigues filmou João Rui Guerra da Mata e, passados 15 anos, é Guerra da Mata quem pela primeira vez capta Rodrigues do outro lado da câmara, em O que Arde Cura. No dia do incêndio que assolou o Chiado, em 1988, num apartamento lisboeta, o realizador reinterpreta A Voz Humana, de Jean Cocteau.

Esta é a proposta das Curtas Queer Art apresentada na Sala Manoel de Oliveira às 19h30, seguida de um Debate sobre Cinema Queer em Portugal que conta com a participação dos realizadores João Pedro Rodrigues, Filipe Afonso, João Rui Guerra da Mata, José Gonçalves e Patrícia Bateira.



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This