“Robot & Frank”

“Robot & Frank”

O melhor amigo do Homem, e não é um cão

Os robôs há muito que têm um papel importante no Cinema, desde o mítico “Metrópolis” (1927) de Fritz, passando por “Guerra das Estrelas” (1977), “O Exterminador Implacável” (1984) ou “AI: Inteligência Artificial” (2001). A relação entre o Homem e a Máquina é muito complexa, mas interessante, e em “Robot and Frank” não é excepção. Esta comédia dramática com tiques de ficção científica foi uma das surpresas mais agradáveis do Festival Sundance, ganhando o prémio de Melhor Filme no festival. Não esperem o típico filme sobre robôs. “Robot and Frank” explora a dependência do Homem pela Máquina e a relutância da geração mais velha em aceitar as mudanças radicais na sociedade.

A história é passada num futuro não muito distante e foca-se em Frank, um ladrão de jóias reformado que tem problemas de memória e leva uma vida muito solitária. Preocupado com a constante solidão de Frank, o seu filho decide oferecer como presente um robô que lhe faça companhia. Hesitante no início, Frank inicia uma relação disfuncional mas interessante com o tal robô. O filme tem bons momentos de humor mas é envolvido numa carga dramática tremenda que foi bem transmitida pelo realizador Jake Schreier, que consegue contar uma simples mas interessante história de amizade e redenção.

O elenco não desilude e Frank Langella (nomeado para um Óscar por “Frost\Nixon”) oferece um fabuloso desempenho como Frank, um homem amargo consigo próprio que, por razões inexplicáveis, reencontra a vontade de viver. Uma das características que Langella soube transferir para a sua personagem é o seu sentido de humor seco mas sarcástico. De facto, ele é um homem que está fora do seu tempo. Uma das personagens mais interessantes do filme é o robô com a voz de Peter Sarsgaad. A relação entre Frank e o robô é o que mantém equilibrada a veia emocional do filme. O elenco secundário, onde se inclui Susan Sarandon, James Mardsen e Liv Tyler, enriquece a história como a família que Frank esqueceu na mente, mas não no coração.

“Robô e Frank” é uma surpresa agradável, um filme bastante interessante sobre um homem que encontra um amigo muito especial. A estreia no circuito comercial está prevista para Março. Altamente recomendável.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This