Deathgasm_KEY STILL-0-2000-0-1125-crop

Deathgasm

Uma fantasia heavy metal para deixar molhados todos os fãs de exploitation

Para quem teve o primeiro contacto com o realizador Peter Jackson por alturas de “King Kong” ou do “Senhor dos Anéis”, certamente os seus primeiros dois filmes parecerão OVNIS no seu percurso. Já para quem segue esse tão celebrado género que é o Cinema Chunga, tanto “Bad Taste” como “Braindead” são certamente duas adições valiosas. E se “Braindead” tivesse sido realizado por um Peter Jackson adolescente e metaleiro, seria mais ou menos o que “Deathgasm” é: um exercício humorístico de uma orgia gore em modo exploitation, onde podemos tanto ver alguém ser espancado por um dildo como um metaleiro completamente artilhado a comer um gelado com um ar tão fofinho como um daqueles gatinhos da internet.

Não é que a história seja importante, num filme que vive sobretudo para ser um rebuçado para os olhos, mas é de apreciar que, em pleno século XXI obcecado pela tecnologia, uma narrativa que não depende dela. Sobretudo porque a premissa do filme assenta numa banda de Heavy Metal (mais para os lados do Death) que invoca um demónio através da partitura de uma música que descobrem na casa de uma ex-estrela do Metal. Daí até surgir o amor, a traição, a vingança ou o puro deboche é apenas uma questão de apreciar cada gota de sangue espirrada filme fora.

Felizmente não faltam os clichés habituais do género como mortes à machadada, loiras de busto generoso, mocas de erva, bullying familiar e fanáticos cristãos, que mais tarde terão direito a tudo o que merecem.

Exibido no South By Southwest em 2015, “Deathgasm” foi escrito e realizado por Jason Lei Howden, um dos colaboradores de efeitos especiais de Peter Jackson, algo que não passa totalmente despercebido. Mas, para aqueles de entre nós cujo sentido de humor torcido não passa necessariamente por blockbusters de Hollywood, mas antes pelo universo da música pesada em simbiose com o gore cinematográfico do século passado, “Deathgasm” são 90 minutos de puro flashback adolescente masturbatório.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This